«

»

fev 10

SAVELEC: Polícia vai Parar Carros à Distância com Canhão de Micro-ondas

GD Star Rating
loading...

Polícias de países da Europa em breve terão uma tecnologia que permitirá imobilizar carros à distância utilizando um canhão de micro-ondas. Vamos aguardar para ver quando a polícia brasileira irá incorporar esta arma high-tech ao seu arsenal. Imagine uma arma desta nas mãos dos bandidos?

Radares que fotografam placas de veículos em excesso de velocidade logo
se tornarão o aspecto mais brando da fiscalização policial. Ao apertar de um botão, os guardas simplesmente imobilizarão o carro suspeito à distância. Aparelhos que disparam rajadas de micro-ondas, travando todo o controle eletrônico dos carros, em breve darão novos poderes às autoridades para controlar veículos suspeitos.

Esses aparelhos, que usam ondas eletromagnéticas de alta potência para atrapalhar o funcionamento dos computadores dos carros mais modernos, já estão na fase final de testes.  A intenção é que a polícia não precise mais sair perseguindo os veículos suspeitos: ao apertar de um botão, os guardas simplesmente imobilizarão o carro suspeito à distância.

A pedido da polícia da França, Espanha e Alemanha, um consórcio financiado pela Comissão Europeia está desenvolvendo um aparelho com essa capacidade. A empresa de eletrônicos E2V, do Reino Unido, começou antes o desenvolvimento de um sistema semelhante, e testou com sucesso sua tecnologia há algumas semanas.

Como parar um carro à distância

O projeto europeu SAVELEC (Controle seguro de veículos não-cooperativos através de meios eletromagnéticos) recebeu recursos da ordem de €4,3 milhões.

Engenheiros da Agência Aeroespacial Alemã DLR, que fazem parte do consórcio, se debruçaram sobre as ECUs (Unidades de Controle de Motores) – uma espécie de CPU dos carros – para identificar vulnerabilidades nos microchips que possam ser exploradas através de sinais de rádio.

Na MBDA, uma fabricante de mísseis francesa, uma equipe está fazendo simulações com grandes grupos de motoristas voluntários para avaliar como eles reagem quando os carros simplesmente “apagam” em alta velocidade.

Os aparelhos não pretendem fritar a eletrônica de um carro – como as armas militares de pulsos eletromagnéticos fazem – mas apenas desativá-los temporariamente.

Com a fiação do veículo atuando como uma antena, os pulsos desativam temporariamente a ECU forçando-a a reiniciar-se constantemente, o que faz o veículo deixar de funcionar e eventualmente parar – embora não se saiba exatamente o efeito dos pulsos sobre o controle eletrônico da direção e dos freios.

Nós queremos desorientar a eletrônica do carro para que possamos parar o carro, mas não queremos quebrá-lo e deixá-lo travado na rodovia. E nós também não queremos ferir os ocupantes, pedestres próximos ou a polícia com o feixe”, disse Cécile Macé, da MBDA.

O aparelho final provavelmente será muito menor do que o protótipo, que usa uma enorme antena para ter um alcance de 60 metros. 

Cópias piratas

O aparelho final provavelmente será muito menor do que aquele no qual a E2V está trabalhando, que possui um transmissor de 350 quilos montado em um SUV e um “canhão metálico” – uma antena – capaz de disparar feixes de micro-ondas em um carro ou moto a até 60 metros de distância.

O consórcio SAVELEC ainda não testou seu sistema, mas o objetivo é ter um protótipo pronto em 2016.

Por enquanto os engenheiros não estão disponibilizando detalhes técnicos sobre o trabalho, a fim de evitar que outras pessoas desenvolvam contramedidas à tecnologia – ou construam a sua própria versão do aparelho e “congelem” os carros da polícia.

Fontes:

Inovação Tecnológico: Polícia vai Parar Carros à Distância com Canhão de Micro-ondas

Radar 24: Polícia vai parar carros à distância com canhão de micro-ondas

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>