«

»

fev 16

[HOAX] O Retrato da Copa do Mundo no Brasil – Texto Divulgado Como Sendo de Revista Francesa

GD Star Rating
loading...

A reportagem da Revista France Football sobre mundial no Brasil, que apresentava algumas críticas ao mundial, especialmente sobre a segurança e as manifestações, acabou tendo uma versão em português bem diferente da original sendo divulgada por inúmeros blogs e fóruns de discussão na internet. Apesar de quase todos os pontos levantados serem reais, preocupantes e motivo de indignação, o texto sendo divulgado é na verdade um HOAX, por não constar da matéria da revista francesa. É o problema de muitos blogueiros republicarem textos sem a devida análise e investigação. Por outro lado acabou atraindo atenção para nossa triste realidade.

No subtítulo real da revista diz: Atingido por uma crise econômica e social, o Brasil está longe de ser aquele paraíso imaginado pela FIFA para organizar uma Copa do Mundo, a menos de 5 meses do mundial, o Brasil virou uma terrível fonte de angústia.

A revista pode ser acessada no site: www.francefootball.com mas apenas se vê a capa, a reportagem, de 12 páginas, não está liberada no Brasil.

O texto abaixo saiu publicado em alguns sites como sendo a tradução do artigo da revista, mas uma análise mais detalhada provou que isto não é verdade. Apesar da grande maioria dos pontos levantados abaixo serem a mais pura verdade (nem todos, por exemplo: nenhum Colombiano nunca recebeu um prêmio Nobel), um verdadeiro tapa na cara para acordarmos, ele não saiu na matéria da Revista France Football. Para quem quiser verificar e quem sabe traduzir na íntegra, deixamos aqui o link para download do arquivo zipado com o pdf (55 megas), ou se preferir use o torrent para baixar o pdf. No final do post você ainda encontra dois textos mostrando como as exigências da Fifa para a copa violam direitos dos brasileiros. Segue abaixo o texto publicado em alguns sites alternativos:

– Apesar do lema brasileiro: “Ordem e Progresso”, o que menos se vê na preparação deste mundial, é Ordem ou Progresso.

– A FIFA não pediu o Brasil para sediar a Copa, foi o Brasil que procurou a FIFA e fez a proposta.

– A corrupção no Brasil é endêmica, do povo ao governo.

– A burocracia é cultural, tudo precisa ser carimbado, gerando milhões para os Cartórios.

– Tudo se desenvolve a base de propinas.

– Todo o alto escalão do governo Lula está preso por corrupção, mas os artistas e grande parte da população acham que eles são honestos, e fazem campanhas para recolher dinheiro para eles.

– Hoje, tudo que acontece de errado no Brasil, a culpa é da FIFA, antes era dos EUA, já foi de Portugal, o brasileiro não tem culpa de nada.

– O Brasileiro dá mais importância ao futebol do que à política.

– O Brasileiro elege jogadores de futebol para cargos públicos.

Romário (ex-Barcelona) é hoje deputado. Aproveita o descontentamento com a Copa para se auto-promover, mas nunca apresentou um projeto de lei sobre saúde ou educação. Sua meta é dar ingresso da Copa para pobre(como se essa fosse a prioridade para um pobre brasileiro)

– O Deputado mais votado do Brasil é um palhaço analfabeto e banguela, que faz uma dança ridícula, com roupas igualmente ridículas, e seu bordão é: “pior que está não fica”. Será?

– Em uma das músicas deste palhaço analfabeto ele diz: “Ele é ladrão mas é meu amigo!”, Isso traduz bem o espírito do Brasileiro. (http://letras.mus.br/tiririca/176533/)

– Brasileiros se identificam com analfabetos.

– A carga tributária do Brasil é altíssima maior que a da França, e os serviços públicos são péssimos comparáveis aos do Congo.

– Mas o Brasileiro médio pensa que ele mora na Suíça. Quem está lá, na verdade, é a FIFA.

– Há um dito popular que diz que “Deus é brasileiro”.

– A FIFA, como imagem institucional, busca não associar-se a ditaduras. Tanto que excluiu a África do Sul na época do Apartheid e, ao contrário do COI, recusou a candidatura da China, apesar das ótimas condições que o país oferecia. Mas o Brasil, sede da Copa, vive um caso de amor com ditaduras.

– O Brasil pleiteava uma cadeira no Conselho de Segurança da ONU, para sentar-se ao lado França, mas devido ao seu alinhamento com ditaduras, a França já se manifestou contrariamente.

– A Presidente Brasileira parece estar alienada da realidade e diz que será o melhor mundial de todos os tempos, isso, melhor que o do Japão, dos EUA, da França, da Alemanha.http://www.youtube.com/watch?v=urmR5fXMJu8

– Só ela pensa assim, na FIFA se fala em maior erro estratégico da história da Instituição.

Confrontos

– Ano passado os brasileiros saíram as ruas para manifestar, pela primeira vez se viu um movimento assim num país acostumado a inércia, mas o Governo disse que eles eram baderneiros e reprimiu o movimento com violência. 2 mortos, mais de 2000 feridos, mais de 2000 prisões. Ninguém responsabilizado…

– Há um movimento chamado “Black Blocs” que ameaça revidar a violência do Governo.

– Há uma #hastag que já foi repetida mais de 500.000.000 de vezes em redes sociais e ameaça ‪#‎naovaitercopa

– Os próprios brasileiros pedem para os estrangeiros não irem para o Brasil. Há milhares de vídeos feitos por brasileiros neste sentido.

– O governo brasileiro acaba de gastar 400 milhões de Euros com compras de armas para a polícia e disse estar disposto a colocar o exército na rua para proteger a Copa contra os…. Brasileiros (???) Isso mesmo, o governo está ameaçando seu próprio povo.

– Há um movimento de alguns jogadores de futebol, liderado pelo ídolo do Lyon (França) Juninho Pernambucano, chamado “Bom Senso”, pedindo conscientização dos jogadores.

– Analisando os países sedes desde 1970, o número de mortes em estádios, nos 16 anos prévios a cada edição da Copa:

México: (1970): 06 mortes;

Alemanha (1974): 00 mortes;

Argentina (1978): 04 mortes;

Espanha (1982): 00 mortes;

México (1986): 12 mortes;

Itália (1990): 00 mortes;

EUA (1994): 00 mortes;

França (1998): 00 mortes;

Japão (2002): 00 mortes;

Coreia do Sul (2002): 00 mortes;

Alemanha: (2006): 00 mortes;

Africa do Sul: (2010): 17 mortes;

Brasil: (2014): 234 mortes;



Obras

– O Brasil foi o país que teve mais tempo na história de todos os mundiais para prepará-lo: 7 anos, mas o Brasil é o mais atrasado.

– O francês Jérome Valcke, secretário geral da FIFA criticou o Brasil pelos atrasos. O governo brasileiro disse que não conversaria mais com Jérome Valcke.

– A França teve apenas 3 anos, e finalizou as obras 1 ano e 2 meses antes.

– A África do Sul teve 5 anos, e terminou com 5 meses de antecedência.

– Há pouco mais de 3 meses da Copa, o Brasil ainda tem que fazer 15% do previsto.

– O custo do “Stade de France” foi de 280 milhões de Euros (o mais caro da França), uma vergonha se comparado ao “Olimpiastadium” sede da final da Copa da Alemanha em 2006, que consumiu menos de 140 milhões de Euros.

– Mas perto do Brasil isso não é nada. Cada estádio custa em média mais de 1/2 bilhão de Euros.

E o dinheiro sai do bolso do Brasileiro. Tudo é financiado com recursos públicos. Na França tudo foi financiado com recursos privados.

– Mas o custo não é alto porque os trabalhadores recebem muito. Os trabalhadores recebem salários de fome.

– As empreiteiras é que ganham muito e há muita corrupção para os políticos.

– Não há segurança para os trabalhadores, acidentes e mortes são comuns. Na França o número de mortes nas construções foi 0 (zero).

– Mesmo com os milhões a mais, os estádios são ruins.

– Em 2007 o Brasil construiu um estádio para o Panamericano do Rio e homenageou quem???? Um diretor da FIFA, um brasileiro, corrupto para variar: João Havelange! No Brasil corruptos recebem homenagens.

– O estádio era tão ruim que não durou nem 6 anos. Isso mesmo, 6 anos….

– Hoje o estádio está interditado e não recebe mais jogos. Detalhe: custou mais de 150 milhões de Euros (mais do que o Estádio do Olympic de Marseille), e hoje serve de ninho para pombos.

– Na França, os Estádios são multi-uso, servem para competições olímpicas, jogos de Rugby, e são centro de lazer, com lojas e restaurantes e estacionamento nos outros dias da semana. No Brasil são usados só para jogos.

– Em Brasília estão construindo um Estádio para 68.000 pessoas, sendo que o time local está na quarta divisão do campeonato brasileiro e tem média de público de 600 pagantes. Tudo com financiamento público.

– Em São Paulo há 2 estádios, Morumbi e Pacaembú, ao invés de reformá-los, construíram um 3°. estádio, Itaquerão a 23km do centro da cidade e sem metrô até lá.

– O ex-presidente Lula, torcedor do Corinthians, empenhou-se pessoalmente para que construíssem este estádio em vez de reformar um dos outros 2 já existentes.

– Exceto seus correligionários, ninguém acredita que Lula foi movido por amor ao “Timão” .

– Lula é amigo íntimo de Marcelo Bahia, Diretor da Odebrecht, vencedora da licitação. Um reforma custaria menos de 100 milhões de Euros, um novo estádio tinha previsão custo inicial de 300 milhões de Euros (mas já passou de 500 milhões) um dos mais caros da história da humanidade. Lula e Marcelo são constantemente vistos em caríssimos restaurantes de Paris, tomando bons vinhos franceses. Lula, claro, se declara socialista.

– Este estádio é igualmente ruim, alagamento, péssima infraestrutura, e antes mesmo de inaugurar já caiu, matando funcionários. vide: http://oglobo.globo.com/esportes/video-mostra-momento-do-acidente-no-itaquerao-10911765

Transportes

– A atual presidente Dilma Rousseff garantiu que faria um trem-bala, nos moldes do TGV Francês, que ligaria 4 cidades-sede: SP-RJ-BH-Brasilia. A promessa está gravada em redes sociais. (http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,governo-garante-trem-bala-pronto-ate-a-copa-de-2014,381839,0.htm)

– Em 2009 foram aprovados 13 bilhões de Euros no PAC, uma soma gigantesca de dinheiro, suficiente para construir um TGV de Paris a Cabul no Afeganistão. Nunca se viu um orçamento tão alto.

– Mas o dinheiro desapareceu e nem um único centímetro do TGV brasileiro foi construído.

– Nenhum brasileiro cobra da Dilma a responsabilidade sobre a promessa do trem bala.

– Nenhuma das cidades-sede tem metrô até o aeroporto.

– Os táxis são caríssimos e os taxistas fazem trajetos mais longos com os estrangeiros que não conhecem a cidade.

– Aprenda português pois os taxistas não falam nem espanhol e francês não existe. Inglês nem pensar.

– Para os taxistas não há cursos de inglês financiados pelo governo, mas para as prostitutas sim. Parece piada, mas é verdade: ( vide: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/01/1211528-prostitutas-de-bh-tem-aulas-gratis-de-ingles-para-se-preparar-para-a-copa.shtml )

– É assim que o Brasil está se preparando para receber os turistas, ensinando inglês para as prostitutas. Pergunte se há um programa assim para policiais?

– Metrôs não funcionam bem, não cobre nem 10% das cidades ou simplesmente não existem.

– Os ônibus são precários, com muitos atrasos.

– O sistema de ônibus é complicadíssimo e ineficiente.

– Diariamente os ônibus são atacados por gangues que lhes ateiam fogo sob ordem de criminosos ou simplesmente para protestar.

– Às vezes não dá tempo do passageiro sair correndo e morre carbonizado.

– Ninguém é preso, mas as autoridades dizem: “estamos investigando…

– O aeroporto da Megalópolis São Paulo tem uma capacidade de receber vôos inferiores ao aeroporto da pequena cidade de Orly, no interior da França.

– Os preços de passagens de aviões dispararam. Por um trajeto de 400km chegam a cobrar 1.000 Euros durante a copa.

– Como o Brasil não tem infraestrutura, não aproveitará a alta demanda, devendo permitir que empresas aéreas estrangeiras atuem durante a Copa, o lucro virá para a Europa ou os EUA.

– Aluguel de carros é caríssimo, e, como disse um ex-presidente brasileiro, Fernando Collor, também afastado por corrupção, os carros brasileiros são carroças sem os principais itens de segurança.

– Muito cuidado ao dirigir, o trânsito é uma selvageria. Sinalização, quando existe, é exclusivamente em português.

– Ônibus lotados a toda velocidade, dividem faixas com carroças, mendigos que puxam carros de ferro-velho, motoqueiros cruzando faixas sem sinalizar, pessoas xingando, engarrafamentos de horas. Em São Paulo chega a passar de 300km de engarrafamento, dentro da cidade, o maior da humanidade.

– Faixa de pedestre não serve para nada, não espere que os carros parem. Atropelam, matam e fogem.

– Não tente andar de bicicleta, será atropelado ou roubado.

– As estradas estão caindo aos pedaços, sem sinalização e o número de mortes em acidentes de trânsito em 2008 foi de 57.166, na França, 399, ou seja, quase 15.000% a mais de mortes, e levando em conta que no Brasil não há acidentes por neve ou gelo na pista.

– Apesar do Brasil ser autossuficiente em petróleo e estar do lado de países da OPEP, como Venezuela e Equador, a gasolina uma das mais caras do mundo, e de péssima qualidade, misturada com etanol e solvente de borracha e não há fiscalização nos postos.

– Mas o brasileiro defende o monopólio do petróleo. É o único país do mundo onde os consumidores acham que o monopólio é bom para o consumidor, e não para o monopolista.

– Não existe transporte fluvial, apesar de ser o país com mais rios no mundo. O Brasil deveria investir em barcos, pois todo ano as cidades alagam.

– As autoridades dizem que foram pegas de surpresa!

– Não há transporte por trens.

Saúde

– Reze para não ter problemas de saúde enquanto estiver alí.

– Vacina contra febre amarela é recomendada.

– Use repelentes, no Brasil ainda há pessoas morrendo com dengue, malária ou doença de chagas, já erradicadas na França no século XVIII.

– Faça um seguro de saúde privado antes de ir ao Brasil.

– Médicos privados cobram mais de 100 Euros por consultas de 20 minutos.

– Os hospitais públicos são péssimos.  Comparáveis a zonas de guerra.

– Nos últimos 10 anos o número de leitos em hospitais públicos caiu 15%. Vide

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/em-11-anos-taxa-de-leitos-hospitalares-caiu-15-no-brasil-o-bravateiro-no-entanto-dava-licoes-a-obama-vinda-de-cubanos-serve-para-demonizar-medicos-brasileiros-e-e-projeto-ideologico-dos-paises-do/

– O Brasil precisa importar médicos de Cuba, já que não tem competência para formar médicos no próprio país. Acredite: Há um programa governamental para isso.

– O Brasil gasta apenas 4% do seu PIB com saúde, e 12% com pagamentos de funcionários públicos. Nos últimos anos o gasto com funcionários cresceu, e com saúde encolheu.

– A França gasta 12% com saúde e 4% com funcionalismo.

– Resultado: Brasil é 72°. entre 100 países pesquisados pela OMS, a França 7°.

– O craque Zinédine Zidane já era mal visto no Brasil, por ser responsável direto por 2 derrotas humilhantes da “seleção canarinho” em mundiais. Ao saber que o Brasil sediaria a Copa, Zidane afirmou que o Brasil tinha outras prioridades, como a saúde e não os estádios.

Ronaldinho Fenômeno rebateu a frase dizendo que “não se faz copa com hospitais”.

– A frase de Ronaldinho Fenômeno virou hit no Twitter e record de visualizações no youtube.

– O Pelé pediu para os Brasileiros esquecerem os problemas e curtirem a Copa.

Hospedagem:

– Paris é a cidade mais visitada do mundo, com quase 20 milhões de turistas ao ano. São Paulo é menos visitada que a pequena Benidorm na Espanha, ou que a cinza Varsóvia, na Polônia ou a poluída Chenzen na China.

– São Paulo perde para Buenos Aires, Cuzco e outras cidades Sulamericanas.

– Nem no Brasil é a mais visitada. Ninguém faz turismo em São Paulo.

– Amarga o posto 68°. na lista das mais visitadas do mundo.

– No entanto, um hotel em São Paulo custa em média 40% mais do que se hospedar em um equivalente hotel em Paris.

– Na época da Copa, um hotel de baixa qualidade em São Paulo chegará a pedir 800 Euros por noite.

– Os brasileiros não tem hábito de intercambiar casas, alugar sofás ou hospedar pessoas por sites em internet.

– Leve adaptador de tomada. O Brasil adotou um sistema que só existe no Brasil, e muda a cada 4 ou 5 anos, gerando milhões para algumas empresas.

Telecomunicações

– O minuto de celular mais caro do mundo. Vide: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2013/10/1352956-minuto-do-celular-no-brasil-e-o-mais-caro-do-mundo.shtml

– O sinal é péssimo, um dos piores do mundo.

– 4G não existe na maioria das cidades.

– A internet é horrível e caríssima. Para o Brasil chegar aos níveis do Iraque deveria dobrar o investimento em banda larga. Vide: http://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/conexao-de-internet-no-brasil-e-mais-lenta-que-no-iraque-e-cazaquistao

Segurança

– Se você não gostou do que leu até agora, o pior está aqui.

– No Brasil há mais assassinatos que na Palestina, no Afeganistão, Síria e no Iraque JUNTOS.

– No Brasil há mais assassinatos que em toda a América do Norte + Europa + Japão + Oceania.

– A guerra do Vietnã matou 50.000 pessoas em 7 anos. No Brasil se mata a mesma quantidade em um ano.

– Ano passado foram 50.177 segundo o governo, segundo a ONGs superam 63.000 mortes.

– Todo brasileiro conhece alguém que foi assassinado.

– 1% dos casos resultam em prisão.

– Este 1% não chega a cumprir 1/6 da pena, e é beneficiado por vantagens que se dão aos criminosos.

– As prisões parecem masmorras e não recuperam.

– Rebeliões com dezenas de mortos, pessoas decapitadas, esquartejadas são frequentes.

– Recomenda-se levar uma pequenas quantidade de dinheiro para caso de assaltos. É comum assassinarem as pessoas que nada tem para o assalto.

– Não leve o cartão consigo, você pode ser vítima de uma espécie de sequestro que só tem no Brasil: “Sequestro Relâmpago”.

– Não use relógios, máquinas fotográficas, celulares, pulseiras, brincos, colares, anéis, bolsas caras, bonés caros, óculos caros, tênis caro, etc… Vista-se da forma mais simples possível.

– Se for assaltado, não reaja.

– Não ande pelas ruas após as 22:00 horas.

– Caixas eletrônicos não funcionam após as 22h30, devido aos assaltos. Os políticos, no lugar de aumentar a segurança, tiveram a brilhante ideia de proibir o cidadão de bem de tirar dinheiro do caixa.

– Os bancos fecham as 16:00 horas.

– Só faça câmbio em bancos ou casas autorizadas. Existe uma grande quantidade de moeda falsa e estrangeiros são alvo fácil.

– Policiais são monoglotas. Aprenda frases como: “Eu fui assaltado”; “preciso de ajuda”, “estou ferido”, “sou francês, leve-me ao consulado por favor”.

– Há falsas blitz para assaltar pessoas.

Conclusão

– O que falta no Brasil é educação. Os números são assustadores, mesmo quando comparados com seus vizinhos sul-americanos.

– O Brasil tem uma porcentagem de universitários menor que o Paraguai.

– Apenas 3% dos Brasileiros são bilíngues.

– A Argentina tem 5 prêmios Nobel, a Colômbia 1, o Chile 2, a Venezuela 1, o Brasil??? Zero!

– Entre as 300 melhores universidades do mundo, não tem nenhuma universidade Brasileira.

– O país tem 9% de analfabetos;

– No Brasil há 33.000.000 de analfabetos funcionais.

– Ano passado surgiram 300.000 novos analfabetos.

– No ranking da ONU de 2012 o Brasil, que já estava mal colocado, caiu mais 3 posições, e hoje é o número 88°. no mundo. (A França é 5°.)

– O Brasil fica atrás de Belize, Ilhas Fiji, Tchad, Azerbaijão, Ilhas Maurícios, Uzbequistão, Mongólia, Paraguai, Trinidad e Tobago, Belarus, Tijiquistão, Botswana, São Tomé e Príncipe, Namíbia, Santa Lúcia, Moldavia…. até atrás da Palestina em guerra, o Brasil conseguiu ficar.

UMA VERGONHA INTERNACIONAL mas o brasileiro está muito feliz de ser pentacampeão de futebol.

Nos corredores da FIFA já se admite que foi o maior erro da história da Instituição eleger o Brasil como sede. O que se fala é que os dirigentes deveriam ter ouvido o grande Estadista Francês Charles de Gaulle, quando disse: “O Brasil não é um país sério” ”

via Mario Saveri

Exigências da Fifa para a Copa violam direitos dos brasileiros

Entidade quer punir torcedores que desistirem de ingresso comprado

A Lei Geral da Copa, encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional no mês passado, pode dar tantos poderes à Fifa (Federação Internacional de Futebol) que algumas das principais leis de proteção ao consumidor brasileiro serão colocadas na geladeira no mês em que acontecer o evento, programado para 2014.

O texto prevê uma série de medidas sobre os eventos esportivos internacionais vinculados à Copa do Mundo, como as responsabilidades da Fifa e da União em relação às competições e eventos paralelos, a proteção de símbolos oficiais protegidos, as punições para quem falsificar produtos licenciados e as regras sobre venda de ingressos.

Principal fornecedora de produtos da competição, a entidade pede a regulamentação de venda casada (quando alguém é obrigado a comprar um outro produto junto com o que realmente quer adquirir), a elevação da pena para quem for condenado por falsificar objetos com a marca oficial da Copa e ainda ameaça com punição quem desistir de ingressos comprados para os jogos.

A polêmica começou quando se descobriu que o projeto de lei e as exigências feitas pela Fifa entram em conflito com dispositivos já vigentes no Brasil, como o direito à meia-entrada, o Código de Defesa do Consumidor, os Estatutos do Idoso e do Torcedor e leis adotadas por alguns Estados para questões específicas, como a venda de bebidas alcoólicas.

A organização presidida pelo suíço Joseph Blatter já disse, por exemplo, que não quer que estudantes e idosos tenham direito a pagar meia-entrada para assistir às partidas. Além disso, não abre mão da venda de bebidas alcoólicas nos estádios, o que é proibido por leis estaduais, e pretende elevar a pena para quem piratear produtos esportivos.

Acontece que o maior fornecedor desses produtos é a própria Fifa, que também faz a intermediação da maioria das relações comerciais nos jogos. De acordo com o advogado do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), Guilherme Varella, se aprovada, a lei fará da entidade uma “superfornecedora”.

– A Fifa tem exclusividade na venda de todos os produtos e serviços cuja marca seja a Copa do Mundo, desde a negociação de transmissão das imagens até a venda de ingressos e de produtos básicos, como camisetas e canecas.

Ele diz que, como fornecedora, a Fifa deveria se sujeitar à legislação brasileira.

– A Fifa não pode ser uma exceção sob o pretexto da excepcionalidade do evento. A Lei da Copa permite que ela entre no território nacional como uma superfornecedora. Nenhum outro fornecedor terá as mesmas condições durante o torneio.

Cadeia 

Mas esses não são os únicos privilégios que a entidade exige. No artigo 33, inciso III, a Lei Geral da Copa diz que a Fifa poderá estabelecer uma “cláusula penal” caso um torcedor queira desistir do ingresso “após a confirmação de que o pedido do ingresso foi aceito ou após o pagamento do valor do ingresso”.  Para valer, o texto precisa ser aprovado pelo Congresso e depois sancionado pela presidente Dilma Rousseff.

Varella afirma que, na prática, o brasileiro – que hoje tem o direito de desistir de uma compra em até sete dias – poderá ser multado e, no limite, até condenado à prisão.

– A cláusula diz que, se o consumidor desistir do ingresso, ele receberá uma multa que, se não for paga, pode se converter em uma pena que deverá ser cumprida na cadeia.

A Fifa também quer subir a pena para quem piratear seus produtos: de um a três meses para um a três anos de prisão.

– Eles se preocupam com a pirataria, mas tem preocupação quase nula com o consumidor. A Fifa atropela as leis nacionais. Em nenhum momento se fala em seus deveres e responsabilidades, mas ela responsabiliza o Brasil por eventuais problemas. É uma relação desequilibrada. Esses superpoderes eliminam a reparação aos torcedores.

Com a lei, a Fifa poderá até fazer a chamada “venda casada”, quando obriga alguém a comprar um produto para adquirir o que realmente quer.

– Eles vão poder, por exemplo, só vender para o torcedor um jogo entre Brasil e Argentina se ele também comprar o pacote que vai ter a passagem de avião e o hotel perto do estádio. Isso é proibido pelo artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor.

A coordenadora institucional da Proteste, Maria Inês Dolci, diz que a Lei Geral vai colocar por terra pelos menos 20 anos de lutas sociais.

– Estamos colocando em risco 20 anos de trabalho intensivo da sociedade que se organizou no Brasil. Não é fácil um país como o nosso ter um Estatuto do Idoso, um Código de Defesa do Consumidor.

Para incluir a sociedade na discussão, a entidade colocou uma petição em seu site (www.proteste.org.br) para que os brasileiros peçam mudanças no projeto. Esse abaixo assinado será entregue ao governo federal e ao Congresso.

– Temos de mostrar às autoridades brasileiras que é uma grande ameaça ter esses direitos revogados. Os direitos do consumidor não devem acabar com a Copa.

É o que pensa o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), responsável por um requerimento propondo um debate da Lei Geral da Copa no Congresso.

– A Fifa inclui uma cláusula penal para quem utilizar as marcas “Copa do Mundo”, “Brasil 2014” e “Mundial de Futebol”. Quem fizer uma pintura dessas na parede pode ficar preso de 1 a 3 meses.

Desrespeito 

Para completar, há gente no Planalto que interpretou como desrespeito o fato de a presidente Dilma Rousseff não ter sido recebida pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, na última segunda-feira (3), em Bruxelas, na Bélgica, para uma reunião dedicada a debater justamente a Lei Geral da Copa. Quem atendeu a presidente foi o secretário-geral da entidade, Jerome Volcke.

Randolfe lembra ainda que o Senado aprovou, no dia 28 de setembro, um convite para que o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e do COL (Comitê Organizador Local) da Copa, Ricardo Teixeira, vá ao Congresso participar de uma audiência sobre a lei. O encontro, contudo, ainda não foi agendado, e Teixeira não é obrigado a comparecer – pois foi convidado.

Para o senador, “a lei é uma intromissão ao que diz a Constituição”.

– É uma legislação imposta por uma entidade estrangeira que revoga 14 dispositivos do Estatuto do Torcedor e retira direitos já conquistados. Nem a ditadura fez isso. Até ela tinha uma ordem institucional que seguia. Rasgar a Constituição é um preço muito alto pela Copa do Mundo.

Fontes:

– Fórum Anti Nova Ordem Mundial: Revista France Football: “Medo do Mundial”

– Smiling Cause Life is Beautiful: O retrato da Copa do Mundo no Brasil. 12 Páginas de uma Revista Francesa (France Football) que resumem o Brasil em todos os sentidos

Viomundo: Exigências da Fifa para a Copa violam direitos dos brasileiros

R7: Exigências da Fifa para a Copa violam direitos do consumidor brasileiro

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>