«

»

fev 16

[Fukushima] Tepco Escondeu Níveis de Radiação Recorde em 2013

GD Star Rating
loading...

A TEPCO (Tokyo Electric Power Co.), empresa responsável pela usina de Fukushima, até recentemente não havia informado o público dos altos níveis de radiação que foram descobertos em águas subterrâneas coletadas na usina em 1 em julho passado. A empresa sabia desses dados desde aquele mês, de acordo com fontes.

A Tepco divulgou os dados em 6 de fevereiro, mostrando que as águas subterrâneas continham um recorde de 5 milhôes becquerels por litro de estrôncio-90 radioativo. Inicialmente, a Tepco disse que tinha detectado 900 mil becquerels de raios beta emissores de materiais radioativos, incluindo o estrôncio-90.

A explicação da empresa para a enorme diferença entre as duas medições foi de que o método de medição de materiais emissores de raios beta poderia mostrar níveis mais baixos do que o real.

Pela Tepco ter mudado repetidamente suas explicações, o secretariado da Nuclear Regulation Authority pediu à ela para obter informações mais detalhadas.

Reportagens anteriores informaram que a Tepco tardiamente revelou no ano passado que cerca de 300 toneladas de água subterrânea fluíram para o mar diariamente, após terem se misturado com água radioativa que era usada para resfriar três reatores atingidos.

Marinheiros americanos processam Tepco em 1 bilhão de dólares

Cerca de 80 marinheiros da Marinha dos EUA que apoiaram o Japão depois do desastre de Fukushima exigiram 1 bilhão de dólares da Tokyo Electric Power Plant (Tepco). De acordo com autores, ao longo dos últimos três anos, eles sofreram de diferentes doenças como um resultado da exposição à radiação.

O terremoto que foi seguido de tsunami e o desastre nuclear ocorreram em 11 de Março de 2011. O super-porta-aviões USS Ronald Reagan foi enviado para a costa nordeste do Japão para ajudar o país.

A tripulação do navio, que incluia marinheiros e pessoal de apoio, afirma que durante a operação, chamada Operação Tomodachi, foram expostos a radioação. Segundo eles, desde o acidente eles vem sofrendo diferentes problemas de saúde, que vão de câncer a problemas de fertilidade.

Suas reivindicações foram submetidas ao Tribunal do Distrito de San Diego, na Califórnia. Paul C Garner, um advogado que representa os marinheiros, diz que “eles estão processando a Tepco por negligência ao permitir a fuga de radiação da usina nuclear de Fukushima, responsabilidade estrita, ocultação fraudulenta de fatos verdadeiros e um fundo de compensação médica de $1 bilhão.

Esta reivindicação foi alterada, uma versão anterior foi indeferida pelo juiz em San Diego no ano passado.

O governo dos EUA assegurou que os níveis de radiação eram muito baixos e os marinheiros não poderiam ter a sua saúde prejudicada. O governo também publicou uma lista dos detalhes da exposição.

O porta-voz da Marinha dos EUA disse ao The Telegraph que após a operação todo o grupo foi monitorado e os níveis de exposição à radiação eram muito baixos.

Os marinheiros recusaram as provas do Governo e continuam mantendo-se firmes.

O Tenente Steven Simmons, um oficial de administração de 36 anos de idade, disse que ele tinha caído doente poucos meses depois de voltar para os EUA vindo de sua missão no USS Reagan. Ele disse que os médicos não fizeram monitoramento interno e externo de pessoas. Ele também disse que apesar de ter ouvido nos alto-falantes que “contaminantes” estavam na água, ele já tinha tomado o seu café da manhã e havia bebido vários copos de água. Sr. Simmons costumava ser um homem muito saudável. Ele costumava fazer o programa de treinamento físico P90-X  e tinha até feito o “Stairway to Heaven” (subida de 3.922 degrau no Havaí). Após seu retorno, sua saúde começou a declinar. Hoje ele está de cadeira de rodas e é pai de três filhos. Médicos dizem que isso não pode  ser um envenenamento por radiação. Caso contrário, o Tenente Simmons teria sido afetado mais cedo.

A Tepco, que agora está enfrentando um grande número de ações judiciais de moradores de Fukushima, não comenta sobre o assunto. O representante da empresa agradece aos EUA por toda a sua ajuda e assegura que a empresa iria se seguir todas as medidas designadas pelo Tribunal de Justiça dos EUA.

Hoje, três anos depois do desastre de Fukushima, as preocupações na região estão crescendo. Prefeituras locais estão adotando resoluções que estipulam um teste mais intensivo de frutos do mar do litoral. Alguns cientistas pensam que a radiação transoceânica de Fukushima vai lavar a costa oeste dos EUA. No entanto, a maioria dos cientistas garantem que a radiação irá decair ou diminuir as concentrações e que não têm qualquer efeito sobre a saúde das pessoas.
Leia mais: 

Fukushima – Da Era Nuclear à Catástrofe Global










A Bioacumulação de Radiação Em Peixes de Água Doce e Salgada Depois de Fukushima








Fukushima: Vazamento de 1,8 Tonelada de Água Radioativa da Usina Nuclear








Médica Japonesa diz que “Crianças e Adultos Devem Deixar Tóquio”









Fontes:

 The Voice of Russia: Tepco concealed record-level radiation data last summer

via Fórum Anti Nova Ordem Mundial: Fukushima ocultação

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>