«

»

dez 28

Documentos da NSA Vazados por Snowden Agora Exclusivamente nas Mãos do Magnata do Ebay

GD Star Rating
loading...



Pierre Omidyar, Glenn Greenwald e a Privatização de Vazamentos de Snowden

Quem é o “dono” dos segredos da NSA que vazaram por Edward Snowden aos repórteres Glenn Greenwald e Laura Poitras?

Dado que o fundador do eBay Pierre Omidyar acabou de investir um quarto de bilhão de dólares para
contratar pessoalmente Greenwald e Poitras para sua nova corporação midiática com fins lucrativos, é uma questão que vale a pena perguntar.

Vale a pena perguntar especialmente depois que ficou claro que Greenwald e Poitras agora são as duas únicas pessoas com acesso total ao conjunto completo dos arquivos da NSA, cujo número acabou de aumentar de 50.000 para cerca de 200.000 arquivos. É isso mesmo: Snowden não tem mais os arquivos, o The Guardian não tem, o The Washington Post não tem … apenas Glenn e Laura da empresa de jornalismo com fins lucrativos criado pelo fundador do eBay.

Edward Snowden tem sido popularmente comparado aos maiores denunciantes (whistleblowers) da história, como Daniel Ellsberg, Chelsea Manning (ex-Brad Manning) e Jeffrey Wigand. No entanto, há uma diferença importante que até agora tem sido amplamente ignorada nos arquivos de Snowden. Denunciantes têm tradicionalmente servido ao interesse público. Neste caso, ele está prestes a servir os interesses de um bilionário iniciando um empreendimento midiático com fins lucrativos. Isto é verdadeiramente sem precedentes. Nunca antes um vasto tesouro de segredos públicos foram vendidos por atacado a um único bilionário como a base de uma empresa com fins lucrativos.

Pense em outros whistleblowers famosos: Daniel Ellsberg nem rentabilizou ou monopolizou os Documentos do Pentágono. Em vez disso, ele entregou estes documentos para bem mais de uma dúzia de diferentes jornais e meios de comunicação, como o The New York Times, The Washington Post e a um punhado de senadores – um dos quais, Mike Gravel, leu mais de 4.000 das 7.000 páginas no Congressional Record antes de desmaiar de exaustão. Os papéis foram publicados em forma de livro conduzido por uma pequena organização sem fins lucrativos da Unitarian Church, a Beacon House Press.

Chelsea Manning (conhecido anteriormente como Brad Manning), responsável pelos maiores vazamentos em massa de segredos do governo de todos os tempos, vazou tudo para o WikiLeaks, um empreendimento sem fins lucrativos que em grande parte se esforçou para fazer face às despesas em seus sete anos de existência. Julian Assange, mesmo com todos os seus defeitos, não pode ser acusado de se enriquecer cruamente de seu acesso privilegiado aos vazamentos de Manning, em vez disso, ele compartilhou todo seu tesouro com um número de meios de comunicação estabelecidos, incluindo o The Guardian, The New York Times, Le Monde e El Pais. Hoje, Chelsea Manning está cumprindo uma sentença de 35 anos em uma prisão militar enquanto a Rede Privada de Apoio a Manning (Private Manning Support Network) constantemente se esforça para levantar fundos de doações; Assange passou o último ano e meio dentro da embaixada do Equador em Londres, também lutando para levantar fundos para manter o WikiLeaks em operação.

Uma história semelhante surge na maior analogia do setor privado – os vazamentos da indústria do tabaco feitos pelos denunciantes Merrell Williams e Jeffrey Wigand. Depois de sofrer ações judiciais, perseguições e tentativas de destruir seus meios de subsistência, ambos acabaram ganhando prêmios como parte dos maciços vazamentos multibilionários -, mas os milhões de documentos confidenciais de tabaco agora pertencem ao público, mantido por uma organização sem fins lucrativos, o American Legacy Project, cujo objetivo é ajudar os estudiosos e jornalistas e cientistas que combatem a propaganda do tabaco e do poder. Todos os anos, mais de 400.000 americanos morrem devido a doenças relacionadas com o tabaco.

O ponto é este: Nos casos de denúncia de maior sucesso, o público ficou do lado do denunciante altruísta contra o poder ou a entidade com fins lucrativos  cujos segredos foram divulgados. O caso Snowden, representa um novo toque para a história heróica de denunciantes: Depois de convencer com sucesso uma grande parte do público e do estabelecimento americano que os vazamentos de Snowden servem a um interesse público superior, Greenwald prontamente vendeu esses segredos para um bilionário.

Ele justificou este ato meramente por razões de auto-interesse, chamando a oferta da Omidyar de “uma oportunidade única da carreira jornalística.” Falando ao The Washington Post, Greenwald usou uma terminologia carreirista crua para justificar sua decisão de privatizar os segredos de Snowden:

Seria impossível para qualquer jornalista, muito menos eu, recusar essa oportunidade.

Muito menos eu.

Notícias sobre a decisão de Greenwald e Poitras para privatizar o conjunto de documentos da NSA veio poucos dias depois que o The New York Times informou que Greenwald negociava com grandes estúdios de cinema para vender um filme sobre Snowden . No verão passado, Greenwald vendeu um livro para o Metropolitan Books por uma quantia supostamente alta, prometendo que algumas das revelações mais sensacionais de vazamentos de Snowden estariam a salvo no livro.

Na verdade o que faz com que os segredos da NSA sejam tão valiosos para Greenwald e Poitras é que os dois têm acesso exclusivo a todo os documentos. Essencialmente eles têm o monopólio sobre os segredos que pertencem ao público. Por um tempo, pensava-se que Snowden tinha guardado cópias dos documentos vazados, possivelmente em um número de laptops que estava carregando por todo o mundo. Greenwald e Poitras eram simplesmente ligações entre o cache do Snowden e o público. No final de agosto, Greenwald divulgou pela primeira vez em um comunicado ao BuzzFeed:

Somente Laura e eu temos acesso a todo o conjunto de documentos que Snowden forneceu aos jornalistas.”

Mais tarde, de seu esconderijo na Rússia, Snowden divulgou um comunicado afirmando que ele havia deixado escondido em Hong Kong todos os arquivos da NSA para Greenwald e Poitras. Um terceiro jornalista do The Guardian, em Hong Kong, na época, Ewen MacAskill, confirmou-me pelo Twitter que só Greenwald e Poitras levaram com eles os documentos completos. Nem mesmo o The Guardian foi autorizado a acessar todos os documentos.

Claramente, em uma história tão sensacional, global e encantadora como os Segredos de Snowden™, acesso exclusivo é igual a valor. E pela primeira vez na história de denunciantes, esse valor foi extraído na íntegra através da privatização.

Uma coisa é Greenwald manter essa exclusividade – ou monopólio – ao trabalhar com o The Guardian, uma organização sem fins lucrativos com experiência institucional no jornalismo investigativo[Nota Blog Anti-NOM: Guardian sem fins lucrativos? Acredito que houve um engano nesta frase] . Outra coisa é ele vender os documentos a um cara com uma história de colocar os lucros antes de interesse público. Como Yasha Levine e eu escrevemos no NSFWCORP , Omidyar investiu em uma empresa de micro-empréstimos de terceiro mundo, cuja feroz intimidação dos devedores resultaram em suicídios em massa. Ao invés de reconhecer esta tragédia, Omidyar Network simplesmente suprimiu a referência à empresa de seu site quando a merda bateu no ventilador.

Este – este? – é o cara que é supostamente confiamos os arquivos até agora inéditos da NSA? Ele é o único que confiamos em revelar quaisquer segredos obscuros sobre o conluio da indústria de tecnologia com a NSA? Vamos esperar que não haja nada lá sobre o eBay. Opa! Excluído!

Desde que nós levantamos pela primeira vez as nossas preocupações, Yasha e eu fomos inundados com respostas de seguidores de Greenwald. O estranho é, nem todas as respostas foram negativas: mesmo o Wikileaks, que respondeu que, “Nós não [nos desentemos com Greenwald], mas  @Pierre está seriamente comprometido pelos ataques do Paypal à nossa organização e apoiadores”.

Fãs de esquerda e anarquistas de Greenwald sempre tiveram uma cultuada fé em seu julgamento, vendo-o como pouco menos que a era digital de Noam Chomsky. Mas agora eles estão sofrendo com a dissonância cognitiva, tentando entender por que seu herói privatizaria os segredos mais importantes de nossa geração a um bilionário de livre-mercado como Omidyar, cujos milhões têm, em alguns casos, trazido miséria baseada em mercado em alguns dos cantos mais pobres e desesperados do planeta.

Uma parceria Greenwald-Omidyar é tão difícil de engolir como se Chomsky orgulhosamente anunciasse um novo grande empreendimento com Sheldon Adelson (magnata americano), em razão de que é uma “oportunidade acadêmica de sonho única em sua carreira”.

A preocupação do WikiLeaks sobre Omidyar pode ser rastreada até a decisão do PayPal em dezembro de 2010 de bloquear usuários de enviar dinheiro para o WikiLeaks. A PayPal (fundada pelo investidor do Pando, Peter Thiel – mais sobre isso abaixo) é de propriedade da eBay, onde Omidyar tem servido como presidente do conselho desde 2002. Antes do bloqueio, o PayPal foi o principal meio de doações do WikiLeaks, de acordo com o Washington Post.

Como o único investidor, fundador e CEO da “NewCo”, o desamparo auto-proclamado de Omidyar no eBay não se estende ao seu novo empreendimento jornalístico.

Mais preocupante para os fãs é que Greenwald forneceu repetidamente cobertura para Omidyar, alegando que ele “não tinha nada a ver [com o bloqueio]” apesar de fazer parte do conselho. Tenha ou não o presidente da eBay realmente ignorado a decisão mais controversa de sua empresa nos últimos anos, não há como negar que Omidyar também é o maior acionista da eBay. Em quase 10%, sua participação é no valor de milhares de milhões e é mais do que duas vezes maior que a do segundo maior acionista.

Pelo raciocínio de Greenwald, embora Omidyar seja o fundador, maior acionista e presidente do órgão responsável pela supervisão da gestão eBay/PayPal, ele não tinha “nada a ver com” a sua política com o Wikileaks. Zero. Nada. Ele estava tão indefeso como você, eu, Batkid ou o Grumpy Cat.

Felizmente, como o único investidor, fundador e CEO da “NewCo”, o desamparo auto-proclamado de Omidyar no eBay não se estende ao seu novo empreendimento jornalístico. Com esse nível de autonomia, ninguém – nem mesmo Glenn Greenwald, que admitiu que o dinheiro da Omidyar é irresistivelmente persuasivo – pode dizer-lhe quais segredos publicar em seu novo site, e quais devem permanecer ocultos para sempre.

Todos nós podemos ficar tranquilos em nossas camas, sabendo então que Omidyar está a cargo dos nossos segredos. Informações de importância nacional, como as  das grandes empresas de tecnologia que conspiraram com o governo dos EUA para espionar cidadãos privados, serão publicadas a critério do fundador e maior acionista de uma dessas empresas.

Roubando Peter para pagar Paul (e Mark). Uma nota importante sobre Peter Thiel e Pando, de Paul Carr

Quando a aquisição da NSFWCORP foi anunciada pelo Pando, Greenwald correu para o Twitter para nos acusar de hipocrisia porque Peter Thiel (outro bilionário cujos negócios anteriores poderiam encher um livro, e que vendeu o PayPal para o eBay, em primeiro lugar), uma vez investiu US$200.000 no PandoDaily, através de sua Founders Fund.

Isso é absolutamente verdadeiro. O investimento da Founders Fund é divulgado aqui na página principal do Pando, junto com os nomes dos outros investidores que investiram coletivamente os restantes US$2.8m levantados pelo Pando.

A diferença entre nós vendermos a nossa empresa para um meio de comunicação que uma vez recebeu um investimento minoritário da Founders Fund e Greenwald sendo pessoalmente contratado por Omidyar deveria ser óbvio para qualquer pessoa com um cérebro. Mas no risco que exclui a categoria dos mais ardentes defensores de Glenn, estamos felizes de soletrar a diferença (além da diferença monetária de $249.800.000 entre os US$ 200 mil de Thiel e os US$250 milhões Omidyar, é claro):

Peter Thiel não tem envolvimento com a execução do Pando. Zero. Ele não faz a contratação ou demissão ou qualquer outro tipo de decisões (nem quaisquer outros investidores), Founders Fund não é apenas (ou mesmo mais próximo e maior) investidor do Pando e ninguém da Founders Fund tem um assento no conselho, direito de voto ou qualquer outra entrada nos negócios ou na política editorial. Em outras palavras, Thiel tem menos capacidade de ditar a política editorial aqui, de fato, do que o cara que lava as xícaras de café (pelo menos o cara tem uma chave do escritório).

Pierre Omidyar está pessoalmente contratando jornalistas para o seu novo projeto, a começar pelo próprio Greenwald. Ele é o único financiador do empreendimento. Mas, você sabe o quê? Tudo isso ainda estaria certo se Greenwald fizesse um simples inequívoco compromisso público: cobrir qualquer mau comportamento de Pierre Omidyar, da mesma forma que ele cobrisse alguém que não fosse apoiá-lo com milhões de dólares.

Deve ser uma coisa simples de prometer, certo?

Aqui está a nossa promessa inequívoca absoluta: vamos cobrir Peter Thiel e outros investidores do Pando, assim como cobrimos ferozmente Pierre Omidyar ou qualquer outra pessoa. Na verdade, provavelmente devido à proximidade é que vamos cobrir investidores do Pando ainda mais ferozmente. É assim que sempre trabalhamos na NSFWCORP – e é assim que vamos trabalhar aqui. Nossa cobertura passada sobre Thiel pode ser encontrada em toda a web, inclusive aqui, aqui, e até mesmo aqui no Pando. Ou veja como nós cobrimos os investidores da NSFWCORP / Pando CrunchFund e Vegas Tech Fund.

Quando pedimos a Glenn para fazer essa mesma promessa sobre seu único investidor, à luz da nossa cobertura de Omidyar, ele simplesmente respondeu : “Eu não posso falar por Omidyar Network”, acrescentando que “não tinha idéia” sobre o envolvimento de Omidyar em microcréditos.

Entramos em contato com Omidyar Network para comentar a história, mas eles não havia respondido até o momento. Nós vamos atualizar aqui quando responderem.

Fontes:
– Pando: Keeping Secrets: Pierre Omidyar, Glenn Greenwald and the privatization of Snowden’s leaks
The New York Times: Hollywood Ponders Movie on Book About Snowden
BuzzFeed: British Embassy Approached New York Times About Snowden Documents
– NSFWCORP: The Extraordinary Pierre Omidyar
The Washington Post: WikiLeaks hasn’t met pledge for soldier’s legal aid, group says
– NSFWCORP: NSFWCORP Sells Out
Pando: Why I Started PandoDaily
The Nation: Ron Paul Wants to Abolish the CIA; His Largest Donor Builds Toys for It
The Exiled: Libertarian Billionaire Peter Thiel, Opponent of Women´s Suffrage & Democracy: “Political Correctness is or Greatest Problem”
Pando Daily: Silicon Valley builds amazing spy tools, is horrified when they’re used for spying
NSFWCORP: Spies Likes Us

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>