«

»

dez 02

Chemtrails – A Revelação de Um Informante?

GD Star Rating
loading...

Um cientista informante aposentado do Governos dos EUA  fala a verdade sobre  chemtrails

Chemtrails (Chem=Químico – Trail=Rastro) – Rastro Químico

Então vocês ainda não descobriram, não perceberam a verdade sobre o programa de liberação de agentes químicos e bacteriológicos, sendo dispersados em altas altitudes da atmosfera por aviões especiais que estão sendo operados pelo governo oculto/secreto dos EUA?

Vou te dar algumas dicas, mas primeiro eu vou falar um pouco sobre mim. Eu sou um cientista aposentado que trabalhava para o governo dos EUA com um grau avançado em uma das disciplinas relacionadas à saúde humana …

… Eu não estou usando o meu nome real por medo de retaliação, seja contra mim ou contra os membros da minha família. Eu sempre tento encaminhar meus e-mails de comunicações de modo que eles parecem vir de outra fonte, geralmente de alguma em algum lugar de dentro do governo. Às vezes eu uso os recursos de internet da biblioteca pública.

Faço o  que for preciso para esconder minha verdadeira identidade e confundir aqueles que não querem que esse tipo de informação que possuo, possa cair nas mãos do público, pois eu ainda tenho um pequeno círculo de amigos que estão, ou estavam, em posições-chave dentro das nossas várias agências militares governamentais. Estes não são os funcionários de nível muito superior, mas são pessoas em posições superiores de nível médio, cientistas e analistas, que estão em posições onde eles podem ver as atividades do dia-a-dia do que está acontecendo, que estão encarregadas de implementar os detalhes, mas que nunca estão completamente a par dos esquemas por trás do trabalho que fazem (não sabem em que estão envolvidos).

Cada um dos meus contatos insiders tem sido capaz de me informar uma parte do quebra-cabeça todo, mas separadamente, nenhum deles compreende toda a história. Eu vou lhes falar sobre o material que eu tenho reunido até o momento. Mas eu tenho que admitir que esta informação me assusta, porque não há nenhuma atitude que eu posso tomar em relação à ela. O que devo fazer – escrever ao meu deputado no senado? Eu acredito que seria como assinar minha sentença de morte.

Os chemtrails estão relacionados com o plano para diminuir a população mundial (planejado pelos integrantes do governo oculto dos EUA-NWO, Nova Ordem Mundial) para cerca de 450-500 milhões de habitantes  (uma das metas constantes dos 10 objetivos gravados nas PEDRAS GUIAS DA GEORGIA) – e começando primeiro nos EUA.

Por quê primeiro os EUA? O povo dos EUA são os únicos na atual civilização com chances remotas até mesmo de parar esse processo de envenenamento da atmosfera. Isto é, se eles soubessem algo sobre esse fato. É por isso que os EUA tem que ser o primeiro completamente contaminado. Você tem que entender que a elite do mundo cobiça ter o controle total dos EUA pela sua diversidade geográfica e riqueza- e eles gostariam de reconduzir o país à sua condição original, tal como ele existia naturalmente antes de Colombo fincar o seu pé por aqui, mas só que sem os nativos americanos e os peles vermelhas que existiam naquele tempo. Você já pode ter ouvido falar de como vários parques nacionais foram designados como biosferas do mundo – que é o plano para toda a América do Norte, um playground gigante e natural  que será desprovido dos irritantes seres humanos (isso se trata de nós).

E as pessoas realmente envolvidas em fazer a pulverização, bem como aqueles que irão participar no resto da implantação dos planos, estão sendo levados a acreditar que serão poupados, ou seja, que terão permissão para viver e se manterem neste continente, como administradores e responsáveis desta vasta reserva da natureza. Eu entendo que cerca de 150 a 200 mil pessoas são projetadas como participantes conforme a necessidade para os fins de manutenção do projeto. Mas é provável que essas pessoas não venham a ser os norte americanos. Os responsáveis pela implantação desse plano maquiavélico não gostariam de arriscar a possibilidade de algum tipo de revolta, de modo que os trabalhadores irão provavelmente ser trazidos da Europa e da Ásia.

Há rumores na internet que os CHEMTRAILs são parte de algum tipo de programa secreto do governo dos EUA  para proteger o país de futuros ataques biológicos. Nada poderia estar mais longe da verdade. O plano é para sensibilizar ou condicionar a população dos EUA para ser dizimada pela gripe A (H1N1). Ao longo dos últimos anos, os norte americanos foram incentivadas a tomarem vacinas contra a gripe para protegê-los contra as cepas geralmente não-letais que circulam pela população durante o inverno na temporada da gripe.

Leia mais:

[FERRAMENTA] Mapeando Chemtrails/Rastros Químicos no Brasil – PARTICIPE!!

A cada ano o governo dos EUA sempre (!!!) adivinha quais cepas estão mais propensas a se espalhar. Eles parecem sempre acertar – não é mesmo? Na última temporada de gripe, o governo protegeu (???) as pessoas com uma vacina trivalente, que incluiu o uso das seguintes vacinas: A/Beijing/262/95-like (H1N1) e a A/Sydney/5/97-like (H3N2). Elas também continham os antígenos da hemaglutinina B/Beijing/184/93.

Para aqueles não familiarizados com estudos sobre vírus, as letras H e N referem-se às proteínas do lado de fora do vírus, a hemaglutinina e neuraminidase, os quais são responsáveis pela fixação do vírus e em seguida, invadirem uma célula hospedeira. O público norte americano tem estado bastante satisfeito com o sucesso das vacinas oferecidas até agora. Mas isso vai mudar no futuro. Pesquisadores do Exército dos EUA, do Instituto de Pesquisa Médica de Doenças Infecciosas (ou USAMRIID) em Fort Detrick, em Frederick, Maryland, têm reconstruído e modificado o vírus da gripe espanhola H1N1, tornando-o muito mais mortal do que alguma vez ele naturalmente já o tenha sido, quando foi responsável pela pandemia de gripe espanhola de 1918-1919, que matou mais de 20 milhões de pessoas no mundo inteiro e mais de 500 mil somente aqui nos EUA.

Divisão de armas biológicas do Exército dos EUA, em Fort Detrick, em Frederick, Maryland. Saiba mais em: http://www.cma.army.mil/bluegrass.aspx

Considere que esse vírus H1N1 poderia ter matado muito mais pessoas, mas naquela época, as pessoas não podiam subir em um avião e viajar de Nova York para Los Angeles em cinco horas. Agora a nossa capacidade de deslocamento rápido em viagens vai aumentar a propagação da doença e será a nossa ruína. As vacinas contra a gripe contêm vírus mortos e protegem bem o corpo contra o desafio de se defender de uma estirpe particular de vírus, mas trabalham mal contra outras cepas não incluídas na inoculação pela vacina.

Em algum momento, o estoque de vacinas vai incluir a modificação mais letal do vírus H1N1 com o da gripe espanhola de 1918-19 em sua forma viva. A maioria das pessoas que receberem esta vacina estará simplesmente renovando a sua vacina anual contra a gripe e a vacina ainda vai incluir a versão inativa de forma mais benigna do vírus H1N1. A presença da cepa mais branda na inoculação irá desacelerar a progressão da forma mais letal do vírus H1N1, para que as pessoas venham a ficar doentes mais devagar – mas eles ainda vão acabar morrendo.

As vitimas só vão levar algumas semanas a mais para morrerem. Entretanto, eles são portadores da forma letal do vírus, repassando a doença para todos com quem o infectado entrar em contato. E assim que as demais pessoas ouvirem que os outros estão caindo mortos pela gripe, eles se reunirão em pânico para obterem a sua própria vacinação, retroalimentando a propagação da doença (é um plano diabólico). E toda a população assim ficará muito mais receptiva à infecção, pois os seus pulmões estarão pré-condicionados para garantir que a infecção aconteça. Podemos recordar da epidemia de 1968 e 69 pela gripe de Hong Kong que era a Influenza A tipo H3N2, que matou mais de 30.000 pessoas somente nos EUA. Isso foi um acontecimento fortuito e uma ótima aprendizagem para alguns, porque lhes ensinou que a gripe ainda pode ser usada para destruir uma população inteira sem que ela perceba o que está acontecendo.

A maior unidade de desenvolvimento de armas biológicas do exército dos EUA, aqui fica a USAMRIID.

Mas ao mesmo tempo, salientou a necessidade de situação de pré-condição, de pré-disposição da população para que aqueles que normalmente poderiam ser mais resistentes possam também ficarem suscetíveis à contaminação pela nova cepa do vírus. Assim, o desenvolvimento do programa de vacinação em massa e os procedimentos de pulverização aérea (via CHEMTRAIL) visam condicionar a população dos EUA.

A finalidade dos produtos químicos dispersados na atmosfera pelos chemtrails é ajudar na ligação do vírus, como um fusível viral, envelopando as células pulmonares, permitindo maior facilidade de penetração e infecção da população pelo agente bacteriológico.

Mas e sobre aqueles poucos indivíduos que ainda assim não sucumbirem à gripe? As leis da probabilidade apenas exige que haverão alguns que sobrevivam – bolsões da população que não são alcançados pela doença (porque vivem isolados em montanhas) ou de alguma forma (e isto é menos provável) são resistentes ao letal vírus H1N1. Neste ponto você deve lembrar também que todos os nossos militares foram imunizados contra uma grande variedade de patógenos, incluindo o bacilo do antraz.

Para essas áreas geograficamente isoladas, onde a gripe não fizer o seu trabalho, é uma questão bastante simples para se dispersar e estabelecer esporos de antraz e em seguida, enviar o que restou do exército para tomar conta de alguém que ainda respire. A pulverização com antraz provavelmente virá sob o disfarce de um programa de proteção contra a gripe para salvar aqueles que ainda estão vivos após a epidemia. E os militares, tendo sido expostos à companhia de civis com a gripe, aguardariam ansiosamente as suas próprias vacinas contra a gripe. Gostaria de salientar que este é um cenário pessimista de último recurso.

Interior de um avião preparado para dispersão de agentes químicos (dentro dos tanques) na atmosfera. A patente do equipamento pertence a uma empresa, a Evergreen Air, cujo controle acionário PERTENCE à C.I.A.

Aqueles que orquestraram o plano não vão querer usar o antraz até que todas as outras possibilidades estejam esgotadas – isso por causa da viabilidade a longo prazo de esporos de carbúnculos. Para espalhá-los pelos campos significaria que mais tarde a área afetada ficaria perigosa para o uso posterior por seres humanos, pelo menos não os vacinados contra as bactérias. E pensem sobre isso por um momento: Por que você acha que agências governamentais como a Fish and Wildlife (que regulam a pesca e a caça nos EUA) estão tão ansiosos para reintroduzir lobos e outras espécies em áreas do país que já não se tinha mais visto esses animais há várias gerações?

É tudo parte do plano para restaurar esta terra, para o que essa pretensiosa elite imagina como seu início de paraíso, com a terra voltando ao seu estado quase original, com animais selvagens livremente vagando pelas florestas e planícies. Com isso concebido, vai demorar algum tempo para limpar o lugar e talvez destruir um monte de cidades pequenas que poderiam ser considerados uma praga para a paisagem. Mas para a elite mundial e para sua apreciação e deleite futuros, eles pensam que isso é um preço pequeno a ser pago pelos habitantes desses locais.

Traduzido por: www.thoth3126.com.br

Revisado por: Jahaísa e Admin

———————————————————

Nota blog Anti-NOM: este texto foi publicado inicialmente em inglês em fev/2012. Apesar de seu sensacionalismo e certo exagero em algumas partes, além de não ser possível confirmar a identidade deste suposto informante, ainda assim contém algumas informações interessantes. Sendo assim, repostamos o artigo na íntegra.

Fontes:

Olhar Para o Fim: Chemtrail, veneno no ar

Zen Gardner: Chemtrails and Depopulation – An Insider Speaks Out

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>