«

»

ago 04

Rússia e China se Preparam para uma Guerra Global Contra a OTAN

GD Star Rating
loading...

Ambos os países querem a paz, não a guerra. Mas a América ameaça os dois. A prioridade é a Prontidão defensiva. O Prevenido vale por dois.

A OTAN é uma aliança global. E os EUA é quem a lidera. É uma ameaça geopolítica. Ela ameaça a humanidade. E ela está em expansão em todo o mundo. É uma aliança feita para a guerra, não para a defesa. Ela planeja guerras, jamais buscou a paz.

É composta por 28 Estados membros, 22 países apoiadores, sete aliados do Diálogo Mediterrânico, quatro do Conselho de Cooperação e Iniciativa dos estados (Golfo) em Istambul, e outros oito parceiros globais.

Ela trabalha em cooperação com as Nações Unidas, União Européia e Organização para a Segurança e Cooperação na Europa. Está planejando se expandir rumo à América do Sul e a África.

Rick Rozoff, do movimento “Stop OTAN” disse na Radio News Hour Progressive aos ouvintes que a OTAN é um “míssil global”. Está apontado para o coração da humanidade. É uma ameaça com o potencial para um Armageddon. Deter a sua agenda de agressões é o que mais importa.

Ela ameaça a paz mundial. E está se expandindo em direção às fronteiras Russas e Chinesas. pipocando bases americanas em volta delas. Moscou e Pequim estão conscientes. Eles são aliados defensivamente. E eles estão se preparando para os cenários que esperam evitar. Eles estão se preparando para uma possível guerra global.

Em 7 de dezembro de 2011, a “UE Times”, em um artigo intitulado “China junta-se a Rússia, ordens aos militares é para se prepararem para a III Guerra Mundial”.

Em um boletim de Pequim, o Ministério da Defesa disse que o então presidente Hu ” concordou, em princípio,” que uma agressão de dissuasão, liderada pelos EUA e o Ocidente só é possível por “ação militar direta e imediata” ou ameaças.

Ele ordenou que suas forças navais para se “prepararem para a guerra.” A BBC relatou a mesma história. Ele quer que se intensifique a preparação e a prontidão.

Ele disse às autoridades militares, que a Marinha da China deve “acelerar a sua transformação e modernização de uma forma efetiva e fazer os preparativos para uma guerra prolongada, a fim de fazer maiores contribuições para salvaguardar a segurança nacional.”

O Contra-almirante chinês, Zhang Zhaozhong, advertiu de forma inequívoca “A China não hesitará em proteger o Irã, nem mesmo que signifique uma Terceira Guerra Mundial”, disse ele.

Ainda bem que ele disse isso. Esperemos que Washington e Israel tenham ouvido. Esperemos que isso impeça as suas agressões já planejadas. Esperemos que este cenário de pesadelo seja evitado.

O General Russo Nikolai Makarov disse:

“Eu não descartaria que conflitos armados locais e regionais se desenvolvam em direção a uma guerra em grande escala, incluindo-se o uso de armas nucleares”.

Nota Blog Anti-NOM:  investiguei o pronunciamento deste general russo e realmente é legítimo, veja a notícia no Daily Mail “Nuclear war could erupt along Russia’s borders with Europe, warns Kremlin commander“. Cabe notar que a notícia é de novembro de 2011, e que desde novembro de 2012 ele foi retirado da posição de Chefe do Estado Maior Geral, mas ele foi nomeado como assessor do ministro da Defesa, Sergei Shoygu em 4 de março de 2013.

Um boletim de Pequim discutiu um plano dos EUA para uma “solução definitiva” (Oriente Médio).” Este plano foi preparado em caso de uma guerra nuclear regional. De acordo com este plano Washington vai atacar a Síria e o Irã com armas biológicas letais. Estaria explícita”a intenção de matar dezenas de milhares de civis inocentes.”

O virologista holandês Ron Fouchier que revelou este plano. Ele descobriu que cinco mutações do vírus da gripe aviária se espalham com muito mais facilidade. Se o fizerem, se tornará o “assassino mais letal (s) que a humanidade já inventou.”

A tecnologia dos Estados Unidos para fazerem isso foram identificadas na análise feita pela inteligência russa do Drone RQ-170 Sentinel, da Lockheed Martin. Ele foi capturado sobre o território iraniano.

abc_iran_drone_nt_111208_wg1.jpg (640×360)

Foi usado o equipamento russo AVTOBAZA para capturar o Drone, um radar blindado móvel de inteligência eletrônica em solo e sistema de bloqueio. A evidência mostrou que o Drone estava equipado com um sofisticado sistema de dispersão de aerossol“.

A agenda da América para guerras biológicas, nucleares e químicas já existe a muito tempo. Após o 9/11, o seu aperfeiçoamento foi priorizado. O desarmamento nuclear foi rejeitado. Então, onde foi parar o Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP) e suas disposições?

O Tratado de Mísseis Anti-Balísticos de 1972 (ABM) foi abandonado. Ele proíbe expressamente o desenvolvimento, testes e implantação de defesas antimísseis. Se o fizerem valer, interfere com os planos de ataque de Washington.

Os EUA se recusam a assinar um tratado de redução de Material Fissil que foi proposto (FMCT). Este tratado proíbe ainda ter mais armas de urânio e a produção de plutônio. Ela proíbe a adição de novas armas nucleares para substituir os estoques.

A América gasta mais em prontidão militar que todos os outros países do mundo juntos. O financiamento inclui enormes dotações do Congresso, orçamentos secretos superfaturados, outros fora dos livros, programas secretos, enormes quantidades de inteligência e outras iniciativas desconhecidas.

A política de longa data dos EUA pede por guerras preventivas de preferência e / ou pró-ativas. Alvos globais estão envolvidos. Um primeiro ataque com armas químicas, biológicas e nucleares está planejado. A antecipação visando a auto-defesa justificaria fazê-lo.

Washington abandonou a Biological Weapons Convention de 1972. Subvertendo as suas disposições em fazer parte do mesmo.

Melhorar a capacidade ofensiva da América é o que mais importa. Se o fizer, se prepara para a guerra global. A questão central é o domínio inconteste. Vale tudo na política. A conquista é a prioridade.

Potencialmente poder destruir a vida na terra é arriscado. O avanço do imperium de Washington é o mais importante. A América tem enormes arsenais de armas químicas, biológicas, nucleares e outras.

Pesquisas secretas e programas de desenvolvimento estão evoluindo. Enormes quantidades de recursos são gastos para tal fim. Orçamentos secretos escondem o montante.

Centenas de biolabs privados operam em todo o país. Em Fort Detrick, Lawrence Livermore, e outras instalações públicas operam programas em segredo. As pesquisas que priorizam o delito, não a defesa.

Germes de guerra já foi fantasia da ficção científica. Hoje é uma realidade sombria. Então a aniquilação é química e / ou uma nuvem em forma de cogumelo.

América joga duro. E sempre vai ser assim. O gatilho mais rápido na guerra Nuclear / química / biológica é a prioridade. Francis Boyle declara que incidentes e acidentes catastróficos biowarfare / bioterrorista é uma “certeza estatística.”

É apenas uma questão de tempo. A guerra permanente é a política oficial dos EUA. A guerra total arrisca a própria aniquilação. Todas as armas no arsenal dos EUA serão usadas. Eles planejaram usá-las conforme a necessidade. A humanidade está mais do que nunca ameaçada.

Créditos da tradução para o moderador Hubble do Fórum Anti-Nom.

Fontes:
Forum Anti-NOM: Rússia e China se preparam para uma guerra global
– Global Research: Russia and China Prepare for Global War
Daily Mail: Nuclear war could erupt along Russia’s borders with Europe, warns Kremlin commander
European Times: China Joins Russia, Orders Military To Prepare For World War III
BBC: Hu Jintao tells China navy: Prepare for warfare

Rússia e China se Preparam para uma Guerra Global Contra a OTAN, 10.0 out of 10 based on 1 rating

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>