«

»

nov 24

Conflito entre as Coreias: ou Como os EUA Ajudaram a Coreia do Norte a obter a Bomba Atômica

GD Star Rating
loading...

kim Jong il da coreia donorteApesar do fato de que a Coreia do Sul admitiu ter disparado os primeiros tiros que levaram à retaliação da Coreia do Norte, a grande maioria da imprensa corporativa está histericamente culpando a Coreia do Norte por uma nova escalada na crise, e ao mesmo tempo esquecendo do fato que todo este fiasco foi gerado como um resultado direto da política através de duas administrações distintas dos EUA, que garantiram que o ditador Kim Jong-Il adquirisse a bomba atômica.

Como já foi exaustivamente documentado, a beligerância nuclear da Coreia do Norte foi uma criação quase que exclusivamente do governo dos EUA em que eles armaram o estado stalinista tanto direta como indiretamente através de distribuidores globais de armas sob o seu controle, nomeadamente o Dr. Abdul Qadeer Khan, conhecido também como AQ Khan. Enquanto rotularam a Coreia do Norte como parte do “eixo do mal”, o governo americano entusiasticamente financiou cada etapa de seu programa de armas nucleares.
Ambas as administrações de Clinton e de Bush desempenharam um papel fundamental em ajudar Kim Jong-Il a desenvolver a façanha nuclear da Coreia do Norte a partir de meados dos anos 1990 em diante.

Assim como com o programa de de armas biológicas e químicas de Saddam Hussein, Donald Rumsfeld desempenhou um papel fundamental para armar de Kim-Jong-Il.
Rumsfeld foi o homem que presidiu o contrato de 200 milhões de dólares para fornecer equipamentos e serviços para construção de duas estações de reatores de água leve na Coreia do Norte em janeiro de 2000, quando ele era um diretor executivo da ABB (Asea Brown Boveri). Wolfram Eberhardt, porta-voz da ABB, confirmou que Rumsfeld estava presente em quase todas as reuniões do conselho durante seu envolvimento com a empresa.

Rumsfeld apenas continuou o trabalho da administração Clinton, que em 1994 concordarou em substituir os os reatores nucleares contruídos pela própria Coreia do Norte com reatores nucleares de água leve. Os chamados “especialistas” financiados pelo governo afirmaram que os reactores de água leve não poderiam ser utilizados para fazer bombas. Isto não é verdade de acordo com Henry Sokolski, diretor do Centro Educacional de Políticas de Não-Proliferação, em Washington, que afirmou: “Reatores de Água leve (LWR) podem ser usados para produzir dezenas de bombas de plutônio na Coreia do Norte e Irã. Isto é verdade para todos os LWR – um fato deprimente que os políticos dos EUA conseguiram bloquear“.

Estes reatores são como todos os reatores, eles têm o potencial para fazer bombas. Então você pode acabar fornecendo para o pior violador nuclear os meios para adquirir as mesmas armas que nós estamos tentando evitar que eles adquiram“, disse Sokolski à rede BBC .

O Departamento de Estado dos EUA alegou que os reatores de água leve não poderiam ser usado para produzir material para bombas, mas ainda assim em 2002 conclamaram a Rússia a pôr fim à sua cooperação nuclear com o Irã, pela razão de que não queriam que o Irã fosse armado com armas de destruição em massa. Na época, a Rússia estava construindo reatores de água leve no Iran. De acordo com o Departamento de Estado, os reatores de água leve no Irã poderiam produzir material nuclear, mas por alguma razão a mesma regra não se aplica na Coreia do Norte.

Em abril de 2002, o governo Bush anunciou que iria liberar US 95 milhões de dólares do contribuintes americanos para iniciar a construção dos “inofensivos” reatores de água leve na Coreia do Norte. Bush argumentou que armar o megalomaníaco ditador Kim Jong-Il com o potencial de produzir uma centena de armas nucleares por ano, era “vital para os interesses de segurança nacional dos Estados Unidos“. Bush liberou ainda mais dinheiro em janeiro de 2003, como foi noticiado pela Bloomberg News (o artigo original da Bloomberg foi removido, no link está uma cópia). Bush liberou as verbas, apesar da surpreendente revelação, noticiada por jornais do sul-coreano, de que uma ogiva de míssil norte-coreano havia sido encontrado no Alasca.

A construção dos reatores foi finalmente suspensa, mas a Coreia do Norte teve uma fonte alternativa através da qual eles poderiam obter os segredos nucleares vitais para a construção de um arsenal de bomba atômica – o traficante internacional de armas e protegido da CIA Abdul Qadeer, vulgo AQ Khan.

Em 2004, Dr. Abdul Qadeer Khan, o pai do programa de bomba atômica do Paquistão (visto como herói em seu país), compartilhou tecnologia nuclear de através de uma rede de contrabando em todo o mundo que inclui muitas instalações na Malásia que fabricavam peças-chave para centrífugas.
O colaborador de Khan, B.S.A. Tahir, dirigia uma empresa de fachada nas cercanias de Dubai que fornecia de componentes para centrifugadoras para a Coreia do Norte.

Apesar das autoridades holandesas estarem profundamente desconfiadas das atividades de Khan, já em 1975, a CIA os impediu de prendê-lo em duas ocasiões.

O homem foi seguido por quase dez anos e, obviamente, ele era um problema sério. Mas, novamente, eu fui informado que o serviço secreto americano poderia lidar mais eficazmente com Khan“, disse o ex-primeiro-ministro holandês Ruud Lubbers. “Hague (sede do governo da Holanda) não teve a palavra final no assunto. Foi Washington que teve.

Lubbers afirmou também que Khan foi autorizado a entrar e sair da Holanda com a bênção da CIA, o que acabou permitindo que ele se tornasse o “principal vendedor de uma extensa rede internacional para a proliferação de tecnologia e conhecimento nuclear“, segundo George W. Bush, e vendesse segredos nucleares que permitiram a Coreia do Norte construisse bombas nucleares.

Lubbers suspeita que Washington permitiu as atividades de Khan porque o Paquistão era um aliado chave na luta contra os soviéticos“, relata a CFP. “Na época, o governo dos EUA financiava e armava o grupo mujahideen, do qual Osama bin Laden fazia parte. Eles foram treinados pela inteligência paquistanesa para combater as tropas soviéticas no Afeganistão”. Anwar Iqbal, correspondente para Washington do jornal paquistanês Dawn, disse a ISN Security Watch que as afirmações de Lubbers “poderiam estar corretas. Isso era parte de uma estratégia tola de longo prazo. Os EUA sabiam o Paquistão estava desenvolvendo armas nucleares, mas não se importavam, porque estas armas não seriam utilizadas contra eles. Foi um meio de intimidação contra a Índia e possivelmente contra os soviéticos.

Em setembro de 2005, verificou-se que o tribunal de Amesterdã, que condenou Khan a quatro anos de prisão em 1983, tinha perdido os arquivos judiciais pertinentes ao caso. A juiza vice-presidente, Anita Leeser, acusou a CIA de roubar os arquivos. “Algo não está certo, nós não perdemos coisas como essa assim deste jeito”, disse ela ao programa de notícias holandesa NOVA. “Eu acho desconcertante que as pessoas perdem arquivos com objetivos políticos, especialmente se isso foi feito a pedido da CIA. Isso é inédito.

Em 2005, o presidente paquistanês, Pervez Musharraf reconheceu que Khan havia fornecido centrífugas e os seus projetos para a Coreia do Norte.

Através das suas políticas para ajudar a Coreia do Norte a construir reatores de água leve, e através do protegido da CIA AQ Khan, que foi abrigado em cada passo de seu caminho enquanto ele ajudava a Coreia do Norte com os recursos para construir um arsenal nuclear, o próprio governo dos EUA é cúmplice direto em fornecer ao ditador norte-coreano Kim Jong-Il as armas nucleares que agora ameaçam usar contra a Coreia do Sul, país aliado dos EUA.

A Coreia do Norte é controlada por uma ditadura hereditária stalinista que matou de fome dois milhões de seus cidadãos para permitir a construção de um exército de milhões de homens. Alguns colocam a cifra em quatro milhões, um quarto da de toda a população daquele país. No extremo norte do país existe uma rede de gulags de trabalho forçado, onde as pessoas que ousam expressar quaisquer opiniões políticas, juntamente com suas famílias inteiras, são torturados, estuprados e executados. Terríveis experiências bio-químicas são realizadas em grandes números de pessoas. Bebês nascem e, em seguida, são pisoteados até morte pelos guardas do campo. Se a mãe grita enquanto os guardas estão pisando no pescoço do bebê, ela é imediatamente assassinada por um pelotão de fuzilamento. Estes guardas são premiados com bônus e promoções por arrancarem os olhos dos prisioneiros.

O povo norte-coreano é escravizado por um governo que está usando a comida como uma arma. Talvez seja por isso que a União européia e os Estados Unidos, através do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas, retomou o envio de centenas de milhares de toneladas de ajuda alimentar ao final de fevereiro de 2003. Isso vai diretamente para a ditadura, que decide então quem deve receber os alimentos pelo seu grau de fidelidade ao Estado. A ajuda alimentar apenas aumenta o poder de Kim Jong-Il e isto ainda é velado pela ONU em uma sentimental retórica humanitária.

O presidente Bush afirmou publicamente que abominava Kim Jong-Il, e mesmo assim a sua administração, assim como Bill Clinton antes dele, definiu uma política de ajuda que permitiu a Coreia do Norte obtivesse tecnologia nuclear. A rede de inteligência dos EUA também protegeu AQ Khan e permitiu que este proporcionasse os meios com os quais a Coreia do Norte adquiriu a sua capacidade nuclear.

Se as tensões entre as Coreias se transformarem em uma guerra total, não espere que a mídia corporativa americana e mundial mencione como Kim Jong-Il e seus sucessores chegaram ao ponto de ser uma ameaça tão grande, com a ajuda de armas nucleares entusiasticamente fornecidas pelo governo dos EUA e seus aliados.

Fontes:
Infowars: Korean War Crisis: Brought To You By Uncle Sam
Swiss Info: Rumsfeld was on ABB board during deal with North Korea
BBC: US grants N Korea nuclear funds
Canada Free Press: Why did the CIA resist the arrest of Dr. Abdul Qadeer Khan?
BBC: Khan ‘gave N Korea centrifuges’

Conflito entre as Coreias: ou Como os EUA Ajudaram a Coreia do Norte a obter a Bomba Atômica, 7.8 out of 10 based on 4 ratings

Artigos relacionados:

8 comentários

3 menções

Pular para o formulário de comentário

  1. Admir

    Lí o seu artigo, pois é um assunto que me interessa, e confesso que nunca ví tanta desinformação e deturpação histórica.
    Primeiro, a Coréia do Sul estava fazendo um exercício de tiro com canhões contra alvos no oceano (a oeste da ilha, em direção OPOSTA a da Coréia do Norte) quando foi agredida.
    Segundo, quem forneceu tecnologia para a bomba norte-coreana foram os PAQUISTANESES, em 1997, em troca de tecnologia para mísseis.
    Terceiro, os 2 primeiros reatores norte-coreanos tem tecnologia RUSSA, sendo o mais antigo um reator de pesquisa IRT-2000 montado em 1967, e foram esses os usados para produzir o plutonio para as armas atomicas.
    Os reatores que SERIAM vendidos pelos sul-coreanos e os EUA são de agua-leve e óleo combustível, mas nunca chegaram a ser construídos, e os norte-coreanos voltaram a usar seus velhos reatores, desde 2002.
    Te desafio a provar, com fontes confiáveis, que o que voce escreveu é verdade.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Diogo Salazar

    De fato a Coréia do Sul adimitiu que estava atirando primeiro, porque eles disseram que estavam fazendo exercícios militares com munição de verdade, mas apontadas a direção oposta da Coréia do Norte, se você acredita nisso ou não, vai de cada um.
    Agora, reatores de água leve produzem energia, somente isso. Para produzir bombas atômicas você precisa é de centrífugas, e, até onde eu sei, tudo o que você relatou aí deixa claro que quem forneceu o know-how de como produzir bomba atômica para a Coréia do Norte foi o Paquistão e não os Estados Unidos, como o Admir comentou.
    E, até onde eu sei, os EUA estavam querendo produzir a nova usina nuclear deles justamente com a salvaguarda que eles iriam parar com o projeto nuclear para uso militar deles.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Chacal

    Há para gente !!! Não vai dizer que vcs ai que comentaram acreditam sempre na mídia e nos EUA ?????

    Do que eles falam para o que realmente acontece é bem diferente, e para ver o nível de alienação de vcs respondão: o que aconteceu no dia 11 de Setembro de 2001 nos EUA? quem foram os responsáveis ?e por quais motivos?

    Basta isso, se souberem responder isso direitinho e intender todo esse cenário politico oculto ai vcs passam aqui e discutem sobre isso, pois quem anda acompanhando as coisas bem sabe que isso que esta acontecendo já estava pré agendado, assim como a invasão do Irã a anos…

    Sobre as armas, pow, todo o mundo sabe que os EUA cria conflitos só para usar seus estoques de armas, eles se tornaram uma elite armamentista por isso, e duvidar dos seus meios e planos é meio ingenuo, tendo em mente que eles tem ligações com todas as nações, mesmo as conflitantes com ele politicamente,

    e vamos falar serio, EUA e todas as nações tão unha e carne, basta conferir o video “IMPÉRIO INVISÍVEL” e ver que os EUA no aniversario de 60 anos da revolução comunista da “China” Iluminou o Empire State Building com as cores do do Partido Comunista,

    dai vcs tiram,

    Já to cansado de tanto teatro desses malditos…..

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  4. Admir

    Chacal, ilumine nossa ignorancia e diminua nossa alienação terceiro-mundista com a verdade sobre o 11 de setembro, por favor.

    E quer dizer então que os EUA fazem guerra para usar suas armas antes da “data de vencimento”, e para testá-las, é isso? Voce não acha este um modo meio dispendioso, talvez fosse mais fácil vendê-las aos trouxas, né, ao invés de gastar trilhões de dólares em guerras desnecessárias, o que voce acha?

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

    1. Chacal

      Admir — eu não sou nenhum Mestre ou messias para te Iluminar, as verdades do 11 de Setembro creio que basta dizer que foi um ataque de falsa bandeira, mas detalhes só buscando todas as informações e gravações do dia, escultas de telefones e muito mais … antes durante e depois, fora que é ridículo que Primeiramente Jeb Bush tenha saido do cargo no dia antes, em 10 de Setembro, e tbm que o cara que assumiu estava investigando sobre o governo por traz do governo, e morreu na sua posse…

      e tbm que entre outras coisas “TRÊS” prédios projetados e erguidos contra fogo e até impactos de aviões (no plural), que podiam resistir a mais de 1600 º Graus ceder segundo o relatório oficial por ter sido pelos aviões que explodiram causando no máximo uns 1050º Graus,

      ainda levando em conta que pouquíssimo tempo antes (semanas) do “ataque” foi feito um seguro dos prédios no valor de Bilhões, especificamente contra atentados terroristas….

      e por ultimo, mas não menos importante…. nunca, jamais foi encontrado nenhum corpo dos aviões que foram “sequestrados” ou suas famílias apareceram, nem muito menos nomes corretos foram dados, (nomes dos passageiros e não das pessoas dos prédios) ….

      então isso é só um pouquinho … um pedaço minusculo do que se passou… mas só pesquisando tudo isso e muito mais que vc poderá entender …..

      ————————————————-

      E sobre o principal , sobre as armas e os EUA, bem os EUA é a maior industria armamentista do mundo, eles ganham com isso, o maior comercio do mundo de certo modo é o deles, claro que tem o da comida, mas vc entendeu…..

      bem os EUA a muito tempo que vem não só provocando como inventando conflitos para vender seus estoques e sempre desenvolver mais tecnologia armamentista avançada,

      ex: o estado palestino = palestinos e israelenses. milhares de conflitos na Africa, Coreias…. treinaram a Al-Qaeda para combater os soviéticos, deu pleno poder a Saddam Hussein…. etc….

      sem falar que se vc pesquisar sobre o que é a NOM e as “PEDRAS GUIAS DA GEÓRGIA” descobrira que Guerras além de gerar lucros altíssimos tbm faz grande contribuição aos planos de diminuição da população….

      Bem ai como vc pode ver é um assunto bem complexo que só pode ser entendido com pesquisas e não só de conversa aqui… porque tem coisas que só parece doideira sem pesquisa e com as provas…

      Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  5. sand

    Acho tudo isso triste, quem perde é a informação que tal alguém complementar o assunto com fatos, nomes, e datas , nenhum país é santo é denecessárioque se fique fazendo acusações eleatórias que só servem para encobrir os fatos e a verdade.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  6. marcos de oliveira

    olha aí na realidade é um pouquinho de tudo que vocês comentaram,mas na verdade o que eu acho é que uma guerra entre as duas coréias norte e sul é inevitável,tudo bem planejado pelo srs do mundo para ocorrer o grande conflito bem lá no paralelo 38°,então surgirá o messias norte coreano planejado pela Cia ( livro o império moon) Rev moon( o anticristo) o maytrea da new age(ver vídeo you tube senado americano coroa reverendo moon como messias no capitólio) veja também onu,federação para a paz mundial, o cenário está sendo todo armado logo ele surgirá…..e será aclamado por todos…..falou Bill, falou Rock enquanto vocês ficam buscando a nossa morte nós vamos aqui criando um suporte na certeza de mudar a nossa sorte……..olímpiadas em seul…..copa japão…coréia…….

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  7. anne francielle

    me ajudou d+

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  1. Tweets that mention Conflito entre as Coreias: ou Como os EUA Ajudaram a Coreia do Norte a obter a Bomba Atômica | Blog Anti Nova Ordem Mundial -- Topsy.com

    […] This post was mentioned on Twitter by Lucas Aureli, anovaordemmundial. anovaordemmundial said: Conflito entre as Coreias: Como os EUA Ajudaram a Coreia do Norte a obter a Bomba Atômica http://t.co/kkfXTXP #lulablogs […]

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. 17 Razões Porque a Coreia do Norte é o País Mais Bizarro do Mundo | Blog Anti Nova Ordem Mundial

    […] « Conflito entre as Coreias: ou Como os EUA Ajudaram a Coreia do Norte a obter a Bomba Atômica […]

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Coreias em pé de guerra | Momento Asia

    […] Anti Nova Ordem Mundial – Matéria sobre as Coreias […]

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>