«

»

ago 26

Relatório da CIA vazado pelo WikiLeaks diz que EUA "exportam" terrorismo

GD Star Rating
loading...

Um relatório sigiloso sobre terrorismo vazado pela WikiLeaks e criado pela unidade especial “Red Cell”, da CIA (agência de inteligência dos EUA), cita diversos casos em que cidadãos americanos financiaram atividades terroristas.

O documento também analisa os efeitos para Washington caso os Estados Unidos passassem a ser vistos como um “exportador de terrorismo”.

Datado de 5 de fevereiro de 2010, o relatório aponta que a própria CIA já admite que cidadãos americanos financiam, planejam ou participam ativamente de atentados terroristas e manifesta preocupação caso a comunidade internacional enxergue o país –que na última década lançou uma campanha global contra o terror– como patrocinador de atividades terroristas.

Ao contrário do senso comum, a exportação americana de terrorismo ou terroristas não é um fenômeno recente, e nem tem sido associado unicamente com radicais islâmicos ou pessoas de origens étnicas do Oriente Médio, África ou Sul da Ásia. Esta dinâmica desmente a crença americana de que nossa sociedade multicultural livre, aberta e e integrada diminui o fascínio dos cidadãos americanos pelo radicalismo e pelo terrorismo“, diz o primeiro parágrafo do relatório da CIA.

A equipe do site WikiLeaks, que já anunciara na terça-feira à noite o vazamento de um relatório secreto da CIA para esta quarta-feira, diz que a agência de inteligência americana cita diversos casos em que ataques perpetrados por terroristas judeus, muçulmanos e ligados ao nacionalismo irlandês que eram baseados em território americano ou financiados por cidadãos dos EUA.

IMPACTOS

O texto da própria CIA nas primeiras páginas do relatório aponta graves consequências para Washington caso os EUA passem a ser vistos como um exportador de terrorismo. Entre elas:

Parceiros internacionais poderiam ter menos disposição em cooperar com os Estados Unidos em atividades envolvendo extradições jurídicas, incluindo a detenção, transferência e interrogatórios de suspeitos em outros países.
Alterando o status de “vítima de terrorismo” –o que concede aos EUA grande espaço de manobra para pressionar outras nações a extraditar cidadãos suspeitos– para “exportador de terrorismo”, outros países poderiam exigir uma política recíproca de Washington.
Outros países poderiam exigir que os EUA concedessem informações sobre supostos terroristas ou até extraditassem cidadãos ligados a atividades terroristas. Caso o governo americano se negasse a cooperar, tais nações poderiam se recusar a entregar suspeitos procurados por Washington, afetando alianças e relações bilaterais.

Fontes:
Relatório da CIA vazado pelo WikiLeaks diz que EUA “exportam” terrorismo

Artigos relacionados:

3 comentários

  1. Anonymous

    Podemos Estar Próximos da 3ª Guerra Mundial
    http://conticasosnext.blogspot.com/2010/08/podemos-estar-proximos-da-3-guerra.html

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Anonymous

    Cara o Wikileaks esta sendo fundamental ao expor tudo aquilo que ja sabiamos. A verdade nos libertará!

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Velho da Montanha

    Eu me pergunto pq nunca aparece no Wikileaks nenhum documento que fale claramente sobre a NOM. Pq será?

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>