«

»

abr 01

[VIDEO] Bebê é internado após tomar vacina contra gripe H1N1 em SP

GD Star Rating
loading...

Em São Paulo, uma criança de um ano e oito meses foi hospitalizada após ter reações adversas após receber a vacina.

Segundo a mãe, Jean Henri, um menino de 1 ano e oito meses passou a ter moleza no corpo, falta de coordenação motora e febre de 38° depois de ser imunizado com a vacina. Ele foi internado e os médicos diagnosticaram infecção no sistema nervoso e na medula. Ele foi internado no pronto socorro e depois transferido para outro hospital, onde novos exames feitos na criança não apontaram infecção e nem reação alérgica causada pela vacina.

Também, veja só, o menino tomou, no dia 25 de março, vacinas contra paralisia infantil, tríplice bacteriana e antipneumocócica 10-valente, além de ter sido imunizado contra o vírus A (H1N1). Praticamente uma overdose de vacina.

“Apesar disto, não é possível afirmar que o quadro clínico apresentado pelo menino tem relação com a imunização contra a gripe”

QUE PIADA!!!

Como em um exame é diagnosticado “infecção no sistema nervoso e na medula” e em exames preliminares convenientemente dizem que a vacina não foi a causa?

Não é muita surpresa de que dizem que até agora não houve nenhum caso de reação adversa pela vacina, já que exames posteriores sempre acabam tirando a culpa da vacina. Piada… Olhe como infectologista mal consegue esconder o seu desconforto de estar mentindo diante das câmeras.

Nos comentários da matéria do correiobraziliense, duas pessoas dizem que seus filhos tiveram os mesmos sintomas após terem tomado a vacina.

Veja o vídeo abaixo:

Mais adiante no vídeo aparentemente o secretário da saúde do RS diz que as pessoas não estão se vacinando em algumas regiões, e que não sabem qual é o fenômeno. Bem, eu vou lhe dizer, as pessoas estão acordando para a pouca vergonha que é esta vacinação.

E claro, no fim da reportagem fazem aquela propaganda dizendo que a gripe ainda está matando e que as pessoas tem que se vacinar pois a vacina foi produzida com os mais altos padrões de qualidade.

ACORDA BRASIL!!!

Fontes:

Correio Brazilience: Criança de 1 ano e 8 meses foi imunizada contra o vírus A e passou mal no dia seguinte

Artigos relacionados:

23 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Velho da Montanha

    Essa situação está ficando cada vez mais alarmante e requer uma explicação, porém ontem o que vimos foi o jornal nacional dizer que o virus da gripe suina está até nos bebedouros, efeito automatico, hoje no trabalho ninguem queria beber agua, so com garrafinha, o inverno ta chegando a eles aumentam o nivel de panico da população.

    E o que vão dizer dessas crianças mortas? Vão chamar algum "especialista" da USP pra desmentir.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Rodrigo - Marketing - Administrador

    A minha pergunta é onde estão os especialistas?

    Ninguém se pronuncia, todos estão calados.

    Por quanto tempo hein?

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. SENZALAMUNDI

    Estou muito revoltado. De um lado, me impressiona o fato de com s pessoas perderam a capacidade de, por si, pernsar e decidir. Esta vacina é uma descaramento só, cComeçando por sua história. Será que as pessoas não têm mesmo acesso estas informações (perigo e objetivo da vacina) ou será que, mesmo tomando conhecimento da verdade, sua capacidade de escolha por algum motivo realmente se perdeu (oi “foi perdida”). Acreditam em tudo que os agentes do Estado falam, mesmo que tudo seja uma grande e descarada mentira.

    No caso desta vacina, infelizmente, essa letargia poderá custar a vida de muitas pessoas e o verdadeiro alcance e malefícios deste veneno talvez jamais cheguem ao conhecimento público.

    Mas o que mais me revolta é ver a associação criminosa que se montou de forma tão bandidesca em torno desta maldita vacina. Alguém viu algum agente do Ministério Público no Brasil tomar alguma atitude pelo menos pra pedir algum tipo de explicação, diante de tamanho escândalo já visto e denunciando por todas as mídias do mundo?

    Toda essa máfia de malfeitores que estão em todas as esferas do poder nos Estados, se unem a seus chefes – os verdadeiros detentores do Poder, que manipulam as nações a seu bel-prazer.

    O que podemos fazer, além de combater essa armação mafiosa, é torcer para que poucos sejam os efeitos colaterais e que as pessoas acordem para a realidade enquanto é tempo.

    Nestas horas confesso que tenho um sentimento não muito civilizado pela mídia. Como essa gente é mentirosa e perigosa. Por trás da máscara de "bons e respeitáveis meios de comunicação" se enconbre um laboratório satânico de manobra de mentes – tudo padronizado, no mundo inteiro.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  4. cris

    A princípio, haviam avaliado o quadro da criança como sugestivo de encefalomielite pós-vacinal. A criança apresentou os sintomas aproximadamente 24 horas após ter recebido a vacina. Isso pode ser visto aos 55 segundos da projeção.
    É só congelar a imagem um pouco. Com certeza, nem a letra quase ilegível, nem o tempo de permanência da imagem na tela favorecem a percepção do telespectador.
    Após essa suspeita diagnóstica, eles mudaram a direção do discurso. Criando ambiguidade, tentam atenuar a importância do que está realmente acontecendo.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  5. cris

    Infelizmente, penso que os profissionais da saúde acolheram essa campanha de forma passiva e acrítica aqui no Brasil. Os médicos peruanos, por exemplo, contestaram. Os médicos europeus também.

    É inexcusável o que está ocorrendo aqui. Muitos profissionais não ignoram os riscos, mas não se manifestam.

    Existem vacinas, porque há quem as indique, há quem as aplique. Há quem acredite nelas e quem faça outros acreditarem.

    E se os tais especialistas tivessem que responder, de forma rigorosa, perante a justiça, (caso essa existisse) pelos efeitos adversos e danos provocados pelos medicamentos e vacinas que prescrevessem ou indicassem? Será que não se tornariam mais cautelosos?

    E se tivessem que arcar com parte das despesas de seus pacientes, caso esses viessem a sofrer danos em decorrência de vacinas tais como a vacina contra a gripe A H1N1? Danos esses que implicassem em incapacidade ou em despesas adicionais para o cliente?

    Porque muitas pessoas estão se vacinando por indicação ou por "pressão" médica. Temem questionar essa autoridade, preferindo sofrer caladas.

    De nenhum modo, excluo a responsabilidade dos laboratórios. Mas, não seria mais justo compartilhar as responsabilidades, caso algo de errado venha a ocorrer? Não sabemos ao certo como tudo isso irá terminar. Espero que termine bem.

    No entanto, considero imoral que apenas o cidadão comum tenha que lidar com as consequências.

    Nada contra os médicos. Admiro-os. Não a todos, mas a uma minoria. São necessários na sociedade e poderiam estar cumprindo um lindo papel.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  6. Anonymous

    e se a vacina do pessoal da saúde for bem diferente, atenuada para não causar prejuízo, sem o vírus até, sei lá
    já que esse pessoal pode ser peça indispensável por enquanto para a implantação da NOM?
    E se for tudo um teatro, quem me garante se é farsa ou não. Não sei qual o plano desses líderes diabólivos. Devem ser seletivos na matança – eu acho.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  7. toninha

    EU LI,NÃO LEMBRO QUAL SITE QUE A VITAMINA D AJUDA O ORGANISMO A CRIAR ANTICORPOS CONTRA A GRIPE,GOSTARIA QUE VOCES CHECASSEM A VERACIDADE DISTO

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  8. Chyrleide

    O Interessante é que todos parecem realmente estar acordando para tal situação.
    Essa vacina realmente é uma farsa.
    A questão de laboratórios criarem vírus realmente é verdade, e sem contar que essa tal vacina possui substancias cancerosas que afetam o sistema imunológico das pessoas podendo assim trazer mais vendas para tais laboratórios que abusam dos cobais que estão tomando tal vacina.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  9. _Raver

    O que o usuário Velho da Montanha comentou tem fundamento. Se a Rede Globo disser em rede nacional que Deus vai estar na terra amanhã, todos sairão às ruas para esperá-lo. A Rede Globo é uma rede manipuladora.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  10. Anonymous

    DE FORMA ALGUMA ELES VÃO QUERE QUE SAIBA O QUE PODE CAUSAR NO FUTURO BEM PROSIMO,
    PELO O QUE EU ENTENDE DESSA VASCINA,O GRANDE EFEITO DELA E A LONGO PRAZO, NO MOMENTO QUAZE NINGUEM VAI SENTIR ALGO ESTRANHO,
    E QUANDO COMESAR O GRANDE EFEITO NINGUEM VAI IMAGINA QUE E ESTA VASCINA QUE ESTA MATANDO,
    PELO MENOS EU FUI IMFORMADO QUE E UMA COMBINAÇAO DE VIRO H1N1+VIROS DIFERENTES.SE OS VIROS SÃO DIFERENTES E CLARO QUE OS SINTOMAS NÃO PODE SER IGUAIS O DA H1N1.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  11. Anonymous

    CAPS LOCK e um assasinato da língua portuguesa. eu não consigo dialogar com gente que escreve assim, desculpe

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  12. Dário Cardina Codinha

    De facto, a imagem dos conspiradores está completamente no esgoto com pessoas a escrever assim.

    Vejo-as desta forma: Pessoas com cabelos em pé, stressadas, sem estudos, com 15 anos, sem previsões de futuro saudável e sustentável e com rancor de alguma coisa que não conseguiram.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  13. Thiago

    VCS acreditão em papai noel e coelhinho da pascoa tb, palhaçada ne gente a vacina e testada e muito bem testada antes de vir a ser produzida em massa, agora pq um idiota e outro por ai espalha essa besteira de organização terrorista todo mundo acredita, e pq a população do brasil e muito retardada msm pra acreditar nisso,

    E cada uma q aparece acho ate graça kkkkkkkkkk

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  14. Ministério da saúde

    Prezado Velho da Montanha,

    A forma mais comum é a transmissão direta (pessoa a pessoa), por meio de gotículas de saliva, expelidas ao falar, ao tossir e espirrar. Outra forma é pelo contato (indireto), por meio das secreções de pessoas doentes. Nesses casos, a mão é o principal veículo transmissor do vírus, ao favorecer a introdução de partículas virais diretamente na boca, olhos e nariz. O vírus resiste de 24 horas a 72 horas fora do organismo.

    Por essa razão, Faça a higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel a 71%. Lembre-se de retirar os acessórios (anéis, pulseiras, relógio), uma vez que estes objetos acumulam microrganismos não removidos com a lavagem das mãos. Evite encostar-se na pia; enxágue as mãos, retirando os resíduos de sabonete; evite contato direto das mãos ensaboadas com a torneira; seque mãos e punhos com papel-toalha descartável; no caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha para fechá-la. Use lenço descartável para higiene nasal e ao tossir ou espirrar cubra nariz e boca. Evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca. Evite, também, aglomerações e não divida objetos de uso pessoal, como toalhas de banho, talheres e copos.

    Além disso, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica. É importante frisar que algumas vacinas requerem um período de espera, para que se possa aplicar outra imunização. Essa dúvida deve ser retirada com o agente de saúde, no momento da vacinação.

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  15. Ministério da saúde

    Prezado Rodrigo,

    O Ministério da Saúde está cumprindo com suas responsabilidades de promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros. Mais informações no site http://www.vacinacaoinfluenza.com.br .

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  16. Ministério da saúde

    Prezado Senzalamundi,

    em todas as campanhas de vacinação, realizadas pelo mundo, surgem teorias de que estas imunizações causam sérios danos ou até morte. Porém, esses fatos não são verdadeiros. Nosso país tem tradição em campanhas de vacinação. Já erradicou doenças e diminuiu os danos causados por muitas outras. A vacina é justamente para ajudar a diminuir os males provocados por um vírus que matou milhares de pessoas pelo mundo e, centenas no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica.
    A vacina é segura e eficaz. O Ministério da Saúde está cumprindo com suas responsabilidades de promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros. Mais informações no site http://www.vacinacaoinfluenza.com.br .

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  17. Ministério da saúde

    Prezada Cris,

    de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica. Além disso, algumas vacinas requerem um período de espera, para que se possa aplicar outra imunização. Essa dúvida deve ser retirada com o agente de saúde, no momento da vacinação.
    Além disso, em todas as campanhas de vacinação, realizadas pelo mundo, surgem teorias de que estas imunizações causam sérios danos ou até morte. Porém, esses fatos não são verdadeiros. Nosso país tem tradição em campanhas de vacinação. Já erradicou doenças e diminuiu os danos causados por muitas outras. A vacina é justamente para ajudar a diminuir os males provocados por um vírus que matou milhares de pessoas pelo mundo e, centenas no Brasil.
    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  18. Ministério da saúde

    Prezado Anonymous,

    As vacinas aplicadas aos profissionais de saúde foram as mesmas que estão sendo oferecidas para a população. O Ministério da Saúde adquiriu as doses de três laboratórios: Glaxo Smith Kline (GSK), SANOFI Pasteur (em parceria como Instituto Butantan) e Novartis. Esses laboratórios são fornecedores de vacinas para todos os países. Elas são seguras e eficazes contra o Influenza H1N1.

    Att,
    Ministério da Saúde

    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  19. Ministério da saúde

    Prezada Chyrleide,

    A vacina contra Influenza H1N1 é segura. Ela foi devidamente testada. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica.

    O Ministério da Saúde adquiriu as doses de três laboratórios: Glaxo Smith Kline (GSK), SANOFI Pasteur (em parceria como Instituto Butantan) e Novartis. Esses laboratórios são fornecedores de vacinas para todos os países.

    Não existem na vacina substâncias cancerígenas.

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  20. Ministério da saúde

    Prezado Anonymous,

    foram vacinados 300 milhões de pessoas no hemisfério norte e 70 milhões no Brasil, sem qualquer efeito colateral grave. A vacina é eficaz, segura e protege a população.

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  21. Ministério da saúde

    Prezado Thiago,

    em todas as campanhas de vacinação, realizadas pelo mundo, surgem teorias de que estas imunizações causam sérios danos ou até morte. Porém, estes fatos não são verdadeiros. Nosso país tem tradição em campanhas de vacinação. Já erradicou doenças e diminuiu os danos causados por muitas outras. A vacina é justamente para ajudar a diminuir os males provocados por um vírus que matou milhares de pessoas pelo mundo e, centenas no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica.
    O Ministério da Saúde orienta que, ao receber uma informação com igual teor, encaminhe a todos esta resposta oficial, para que informações falsas não possam tomar maiores proporções, prejudicando o funcionamento de campanhas importantes à saúde dos cidadãos. Para obter informações verídicas sobre a campanha, acesse canais oficiais como o Portal da campanha do Ministério da Saúde http://www.vacinacaoinfluenza.com.br ou o site da Organização Mundial de Saúde (OMS) http://www.who.int.

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  22. Ministério da saúde

    Não existe omissão. O uso da vitamina D no combate ao vírus Influenza H1N1 não tem ainda sua eficacia comprovada, existe muita discussão sobre o assunto e não podemos garantir sua eficiência. Temos o dever de zelar pela saúde do brasileiro e não há dúvida que a única maneira eficaz de proteger a população contra o vírus é a vacina.

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  23. Anonymous

    Administrador do blog, por favor retire esse "Ministerio da saude".
    Um ótimo viad**** para confundir mais ainda as mentes.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>