«

»

out 10

Você é Livre?

GD Star Rating
loading...

Liberdade desplugada
por “Homem Risonho”

“As únicas pessoas que realmente mudaram a história foram as que mudaram o pensamento dos homens a respeito de si mesmos.” Malcolm X

Você se considera livre? O quanto você valoriza sua liberdade? E se eu lhe contasse que essa liberdade que tanto preza é na verdade uma ilusão? Que esta falsa sensação de ser livre foi algo que o próprio sistema criou para te desviar do caminho e assim inibindo a sua visão?

Como vimos no ensaio “Quero minha visão de volta” percebemos que as massas são manipuladas e condicionadas a aceitar valores impostos através da mídia, religião e ensino que são fatores externos para que nos façam crer que temos autonomia, sendo que na verdade o contrário prevalece, colocando empecilhos em nossa busca pela verdade. Ou seja, o autoconhecimento.

Vamos entender melhor como funciona estes mecanismos retardatários, quando falo sobre condicionamento e aprisionamento:

Mídia: Controla, filtra, muda, desvia e acoberta toda a informação, além disso, levanta e derruba presidentes, reis, ministros, governadores, etc. Normalmente se diz que a mídia é o 4° (quarto) poder, mas passou a ser o primeiro exatamente por dominar a opinião pública.

O quarto poder é uma expressão criada para qualificar, de modo livre, o poder da mídia ou do jornalismo em alusão aos outros três poderes típicos do Estado democrático (Legislativo, Executivo e Judiciário).

Essa expressão refere-se ao poder da mídia quanto a sua capacidade de manipular a opinião pública, a ponto de ditar regras de comportamento e influir nas escolhas dos indivíduos e por fim da própria sociedade.

No Brasil, por exemplo, já é possível perceber que a sociedade, em muitas situações, já confia mais nessa instituição do que nos 3 (três) poderes do Estado.

“Vox populi, vox Dei” (“A voz do povo é a voz de Deus”)

Entretenimento: Composta por formadores de opinião, como atores, cantores, atletas de renome e personagens fictícios, etc. Geralmente são capazes de influenciar uma massa de pessoas a concordarem com uma determinada conduta, seja ela de consumo, ideologia ou valores.

Geralmente quando uma determinada marca de roupa é usada por um atleta, a imagem do atleta esta sendo associada à marca e usada como formadora de opinião para que outras pessoas passem a usar aquela marca ou ao nos depararmos com certos tipos de comportamento ou linguajar vulgares que julgamos “cool” ao vermos determinado ator ou cantor utilizar.

Mensagem subliminar: é a definição usada para o tipo de mensagem que não pode ser captada diretamente pelos sentidos humanos. Subliminar é tudo aquilo que está abaixo do limiar, a menor sensação detectável conscientemente. Importante destacar que existem mensagens que estão abaixo da capacidade de detecção humana – essas mensagens são imperceptíveis, não devendo ser consideradas como subliminares. Toda mensagem subliminar pode ser dividida em duas características básicas, o seu grau de percepção e de persuasão.

A percepção subliminar é a capacidade do ser humano de captar de forma inconsciente mensagens ou estímulos fracos demais para provocar uma resposta consciente. Segundo a hipótese, o subconsciente é capaz de perc eber, interpretar e guardar uma quantidade muito maior de dados que o consciente. Como exemplo, imagens que possuem um tempo de exposição pequeno demais para serem percebidas conscientemente, ou sons baixos demais para serem claramente identificados. Dados que passariam despercebidos pela mente consciente seriam na verdade interpretados e guardados.

A persuasão subliminar seria a capacidade que uma mensagem teria de influenciar o receptor. Segundo a hipótese, toda mensagem subliminar tem um determinado grau de persuasão, e pode vir a influenciar tanto as vontades de uma forma imediata (fazendo, por exemplo, uma pessoa sentir vontade de beber ou comer algo), como até mesmo a personalidade ou gostos pessoais de alguém a longo prazo (mudando o seu comportamento, transformando uma pessoa tímida em extrovertida). Esse grau de persuasão deveria variar de acordo com o tempo de exposição à mensagem, e a personalidade do receptor.

“Porque influenciar uma pessoa é emprestar-lhe a nossa alma. Essa pessoa deixa de Ter idéias próprias, de vibrar com suas paixões naturais. As suas qualidades não são verdadeiras. Os seus pecados, se é que existe o que se chama pecado, vêm-lhe de outrem. Essa pessoa torna-se o eco da música de outra pessoa, intérprete de um papel que não foi escrito por ela”. (Lord Henry Wotton)

Ensino: Acredito que aqui não há a necessidade de analisarmos tão profundamente o quão péssima é a qualidade do nosso ensino, onde dificilmente nos orienta a construir uma análise critica sobre o mundo. Mesmo institutos de ensino particular vêm decaindo de forma gradativa a cada geração que passa.

O que as pessoas costumam usar como forma de argumento é de que não corremos atrás de conhecimento, parcialmente é verdade, mas também há de refletirmos que o nível de desmotivação por ambas as partes, professor e aluno, cooperam para que formemos cada vez mais pessoas coniventes, robotizadas e manipuláveis.

Digo isso porque alunos têm o senso da rebeldia somando a influência pela TV (sempre tem um personagem que não gosta de estudar) e professores que não tem preparação ou ânimo em virtude do baixo salário e assim não elaboram atividades mais complexas exatamente por não haver mais reprovação nas instituições publicas. Sendo assim o senso de desafio se dissipa.

“Mas há uma razão, uma boa razão para isso, e a razão que a educação é uma porcaria é a mesma para que ela nunca seja consertada. Ela nunca vai melhorar, não olhe pra frente, se contente com aquilo que você tem”. (George Carlin)

Religião: Em virtude da banalização das leis divinas pelos citados acima, a desorientação das pessoas cresceu muito das ultimas décadas para cá, em virtude de certas instituições agregarem dogmas e rituais que contradizem a palavra, causando desinteresse e divisão por toda e qualquer denominação monoteísta. Por exemplo, quantos de nós de fato ouvimos o que a Bíblia, Torah ou Alcorão nos dizem? Infelizmente, algumas instituições buscam a palavra do homem ao invés da escrituras, e geralmente são palavras ou hábitos que contradizem com o que está escrito.

E assim estereotipando cristãos, mulçumanos e judeus, cegos e fanáticos fazem com que associemos estas instituições como emissários da palavra de Deus e fazendo crer que Ele nada mais é do que uma limitação para o espírito, a carne e a mente devido às regras que a própria religião impõe, entenda por cabresto. E assim fazendo com que as pessoas busquem uma forma não conveniente para alimentar a sua ânsia por conforto espiritual, como por exemplo, o esoterismo, religiões politeístas e religiões da nova era, magia negra ou branca, consulta aos mortos, etc. Vivemos numa época em que pessoas querem misturar o conteúdo de muitas fés místicas no caldeirão da sua própria religião pseudo-cristã.

Essa grande busca pelo misticismo doutrinário vem desvirtuando mais e mais as grandes massas que estão acomodadas a um estilo de vida sem propósitos e mesmo assim temem ler as escrituras por medo do que possam encontrar e descobrir que toda a sua a vida é uma grande fábula dada pelo sistema, uma das maiores ironias que sempre ouço é de que todas estas escrituras foram trabalhos do homem, mas e o Código Da Vinci, A Cabana, O ultimo templário e entre outros “Best-Sellers” foram escritos por quem?

Hoje em dia vejo pessoas arrumando formulas miraculosas e confortáveis de salvação, mas somente o único verdadeiro e vivo Deus/Alláh deve receber louvor. Sim, há outros poderes espirituais, mas esses poderes levam ao desespero, morte e destruição.

Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? Isaías 8:19

Mercado de trabalho: Outra ferramenta que inibe a nossa visão e nos subjuga por intermédio do medo de passarmos fome, desconforto, simplesmente por estarmos atrelados a dividas, resumindo melhor, perdermos o nosso direito das necessidades básicas. Infelizmente crescemos sob uma cultura colonialista e desumana onde o individuo é submisso de forma inquestionável ao seu chefe e também nos submetermos à lei da selva: Matar ou morrer, acabando por si só com o conceito de amor ao próximo por ambas as partes.

“Eles não querem pessoas espertas ao ponto de sentar ao redor do balcão de uma cozinha e não pensarem o quanto isso é ruim e como eles não davam a mínima por um assistente numa lanchonete 30 anos atrás. Sabem o que eles querem? Trabalhadores obedientes. Pessoas que são espertas apenas para controlar uma máquina e anotar um pedido e burras para aceitar todas as porcarias aumentando como salários baixos, aumento na jornada, redução de benefícios, horas extras não remuneradas e o desaparecimento da seguridade quando você retirá-la”. (George Carlin)

Claro que algumas pessoas podem se ofender ao lerem esta parte por estar em conformidade com esta filosofia esdrúxula do capitalismo. Mas encare os fatos e pense no que você acabou se tornando ao trabalhar de domingo a domingo, se desfazer do conceito do que é família, um divórcio ou pior seu dinheiro investido em um curso que lhe renda um emprego que lhe remunere bem e não aquilo que você de fato gosta, sem mencionar se pode dar certo ou não.

Vai me dizer que você nunca pensou em ser um ator, cantor, historiador, teólogo, filósofo, jornalista, médico e por ai vai? Mas não se frustre, pois o problema não é você, mas sim aqueles que elitizaram estas formações para um grupo seleto e que possa se sustentar do qual não fazemos parte.

Conclusão (por enquanto)

Agora acredito que você percebeu mais a fundo como estes mecanismos operam em nossa vida e nos iludem com artifícios que retardam o nosso intelecto e o que está a nossa volta, quando disse no começo que o sistema nos faz crer que apenas joguetes nas mãos de Deus/Allah ou Lúcifer/Shaitan, e pra qual plano sabe-se lá o que, mas depois de refletir muito, observar as pessoas, cheguei a uma conclusão. Não há manipulação por parte de Deus, por isso temos o livre arbítrio de escolher se devemos segui-lo, a única coisa que de fato Ele pede é obediência, mas qual pai que não exige isso? A obediência consiste exatamente para não ser manipulado por paixões terrenas e influencias externas, ou melhor, ser um prisioneiro de nossa própria mente.

“Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigo” (Jo. 15: 15)

Nesse caso também existe um propósito para isso, nesse caso só Deus/Allah sabe, mas eu posso especular para não te deixar com uma idéia vaga, o que é o ser humano sem regras de moral e boa conduta? É só observarmos as atrocidades que aconteceram ao longo da história e estão acontecendo neste exato momento.

Sempre existirão pessoas mais esclarecidas e que são ridicularizadas por terem idéias diferentes e claro que desagrada o sistema, em menor parte das vezes são até admiradas, mas não causam inspiração suficiente para serem seguidas devido ao medo de tentarmos sermos nós mesmos.

Podemos concluir que o ser humano foi reduzido a uma mera fonte receptora de informações implantadas de forma mal intencionada por eles e que faz parecer que não temos escolhas senão aquelas que o sistema nos limitou, mas não se desespere. Cada uma dessas escolhas deve ser encarada como um caminho a ser seguido. A sua individualidade mora na idéia de abrir mais caminhos para poder seguir e entender a sua complexidade. Onde há liberdade, há escolha. Qual a sua?

Hoje cada qual tem medo de si próprio; esquece o maior dos deveres: o dever que tem consigo mesmo.

Homem Risonho

Artigos relacionados:

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Anonymous

    A religião também é uma ferramenta muito poderosa de lavagem cerebral em massa, usurpação da liberdade e de doutrina para um determinado tipo de comportamento, se não a principal e mais antiga. Inacreditável e decepcionante sua pregação e seu preconceito com outras religiões.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Rafael

    Por isso que eu digo que o trabalho não enobrece o homem com se diz, mas, sim que o trabalho emburrece o homem.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Anonymous

    A escola consegue ser mais devastadora do que a midia, pois a midia só funciona se a pessoa ja tiver sido doutrinada pela escola.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  4. SENZALAMUNDI.COM

    Excelente texto, se bem que muito sucinto, mas que conduz o leitor a pensar. De todas as facetas no jogo pela dominação das mentes, a questão da educação é a principal e mereceria (talvez no fórum) uma análise mais detalhada.

    A educação (no Brasil e no mundo) está voltada para o TRABALHO. A nossa LDB deixa isso expresso em seus artigos. O estudo da filosofia foi renegado a último plano. Portanto, formam-se, hoje, apenas pensadores medíocres – especialistas – sem uma visão abrangente do mundo e da vida. Tudo está voltado ao consumo e os verdadeiros valores foram todos invertidos.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  5. fábio bocanegra.

    belíssimo texto.

    copiarei ao meu O Barco Bêbado.

    http://www.obarcobebado.com

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>