«

»

set 21

A maneira mais barata de limitar a emissão de CO² é a CONTRACEPÇÃO

GD Star Rating
loading...

Isso é sugerido por um estudo feito pela Ciência Popular.com

De acordo com o novo relatório feito pela escola prestigiosa de economia de Londres, o controle de natalidade mundial seria o método mais barato para se diminuir a emissão de CO² na atmosfera se comparado com outras tecnologias que estão em análise atualmente. O autor do relatórios que analizou a taxa de gravidez sem intenção no mundo todo, concluiu que diminuir a taxa de emissão de CO² através da contracepção custaria $7 por tonelada de Dióxido de Carbono. Muito mais barato que outros métodos em estudo que superam em muito dois dígitos.

Em um relatório da Organização Mundial da Saúde que será liberado em Novembro sugerirá o controle populacional como um dos freios para os problemas ambientais como falta de alimentos, falta de água potável etc.
Se hoje a idéia é trocar créditos de carbonos, em um futuro não muito distante estaremos trocando créditos de bebês. O direito universal de se ter um filho será serciado, controlado e autorizado ou não, dependendo do caso.
Um cenário onde clínicas de controle populacional(clínicas de aborto) estarão espalhadas pelo mundo todo, controlando aquilo(gravidez) que as Elites consideram o método mais barato para combater os distúrbios climáticos não será ficção científica, será realidade real.
Não podemos deixar de salientar o fato de que o método da Eugenia utilizado no passado para seleção de indivíduos e controle poplacional é basicamente o mesmo que será sugerido pela OMS em Novembro. O meios sãos os mesmos, o que mudou foi apenas a nomenclatura e os fins.

Fontes:
Tradução e comentários – A Tribuna
POPSCI.COM

Artigos relacionados:

7 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Danielfo

    Porém há a questão da previdência social e a pressão por manter os salários baixos. Em caso de abrupta queda nas taxas de natalidade e envelhecimento das populações os salários dos trabalhadores teram que subir, o que não é um cenário desejado, para corporações e no caso da previdência, péssimo para os estados. Sem falar na diminuição do consumo o que é terrível para o capitalismo.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Anonymous

    Seria ótimo se a taxa de natalidade diminuísse.
    Assim não teriam tantos nordestinos e favelados poluindo as ruas de SP.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Anonymous

    É pena que no Brasil também se promova o controle de natalidade. Vejam como essa política na Europa está a provocar dinamismos suicidas na população, e num período de cinquenta anos, a população de Europa não será mais europeia, mas sim proveniente de todas as outras partes do mundo: América Latina, África e Ásia. Observem o dinamismo generoso da natureza, promovam a vida…

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  4. Anonymous

    Realidade real?
    Acho que não percebeu o pleonasmo escrito no texto.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  5. Anonymous

    É só observar o que já acontece na China.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  6. cris

    Interessante matéria. No futuro podemos nos deparar com o amplo crescimento da indústria do aborto. Isso é realmente preocupante. Ver:
    http://www.youtube.com/watch?v=cYaTywSDmls
    http://cruxetgladius.blogspot.com/2009/12/el-codex-alimentarius-no-es-teoria.html

    Outra questão. No que concerne a nordestinos, li um comentário preconceituoso acima, que destoa do nível desse blog, postado por pessoa anônima. A pessoa deveria, pelo menos, ter se identificado. Seria mais digno de sua parte. Aqui em Salvador, também percebemos a invasão de sulistas etnocêntricos. A cidade tem ficado cada vez mais densa, poluída, violenta e cheia de traficantes. Não acredito que isso seja desenvolvimento. Basta observarmos a péssima qualidade dos telejornais sulistas que infuênciam as pessoas manipuláveis de todo o Brasil. Sem falar da péssima qualidade das telenovelas e dos programas de auditório e da tentatinva de impor um modelo caucasiano como ideal nacional. Há mais "brancos" na televisão brasileira do que em outros países da América Latina, o que demonstra a carência de referencial constitutivo e de senso de pertencimento à nação de muitos brasileiros. Daqui da Bahia saíram gênios, tais como: Milton Santos, Caetano Veloso, Ruy Barbosa, Gilberto Gil, Castro Alves, Glauber Rocha, homens inteligentes, perto dos quais muitos paulistas se converteriam em simples sombras. Nada contra paulistas, mas respeitem os nordestinos.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  7. Deaneyra Martins

    Gostaria de deixar bem claro que o desrespeito e o preconceito ao povo nordestino e aos favelados ñ esta em questão.
    esse idiota pensa q é o dono da verdade, esse ridiculo q escreveu sem conhecimento IDIOTA ATREVIDO esqueceu de um GRANDE DETALHE, tudo isso q estar acontecendo e q há de acontecer, será por que o nosso Senhor Jesus irá voltar. Obviamente q alguns sabem esses propósitos e outros tentam lança nas costas daqueles q nem ao menos tem como se defender (favelados e nordestinhos), pq os proprios nem sabem qm é o individuo q postou aqui.

    SEU IDIOTA PROCURE UMA IGREJA, PEÇA ORIENTAÇÃO A DEUS PARA Q VC POSSA SER LIBERTO DESSE PENSAMENTO HORRIVÉL Q VC TEM.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>