«

»

jun 11

Internet vai se tornar paga nos próximos anos

GD Star Rating
loading...


Nos últimos dias duas personalidades da mídia e da internet deram declaracões de que a internet livre e de graca como conhecemos hoje estaria com os dias contados.

No início de maio Rupert Murdoch, deu uma entrevista na qual dizia que a internet, na forma como a conhecemos, logo logo não existiria mais. Dono da cadeia de notícias News Corporation, também é dono da do canal de TV e internet SKY. Só a News Corporation inclui centenas de canais por satélite e cabo, revistas e internet sites.

Rupert afirma que nos próximos 12 meses os sites que fazem parte de sua cadeia irão cobrar por conteúdo. Apesar do estúdio Twentieth Century Fox ter tido um grande lucro de bilheterias com “Slumdog Millionaire” e “Marley and Me”, o mercado de propaganda impressa e televisiva reduziu consideradamente. Murdoch disse ainda que seus portais sociais, como MySpace e Photobucket e o site de vídeos Hulu tiveram prejuízo recentemente.

Enquanto isso Barry Dillet, presidente e principal executivo da IAC/InterActiveCorp, diz que a fase de graca da internet está chegando ao fim. Durante uma palestra na conferência Advertising 2.0, Barry Diller foi enfâtico dizendo que o período de graca da internet está no fim. “As pessoas vão pagar por conteúdo. Eles sempre pagaram”. Barry diz que apesar do consumidor esperar conteúdo de graca on-line, ele chama de “um acidente em um momento histórico que será corrigido”. Barry acrescenta: “Vai acontecer, é absolyutamente inevitável, não há outra forma, e algumas pessoas vão pagar e outras não”.
O que não é muito novidade, Berry diz que os anúncios tendem a ser mais focados em retorno, na acão, do que apenas impressões.

Será que estamos vivendo um momento crítico, onde a internet se tornara paga por conteúdo acessado, e sites alternativos serão proibidos? Esta é a impressão que tenho, ao mesmo tempo que o governo (pelo menos dos EUA e Grã-Bretanha) comeca a atacar sites de notícias independentes e colocar sob seu controle toda a infra-estrutura de itnernet.

Veja abaixo o diagrama mostrando apenas um pedacinho do império de Rupert e Barry e como eles se relacionam. Clique no diagrama para visualiza-lo por inteiro.

Fontes:
Jornal Britânico Guardian entrevista Hupert Murdock
Barry Diller afirma que internet será paga em 3 anos
Mapa/Diagrama mostrando a relação entre Rupert e Barry

Artigos relacionados:

3 comentários

  1. Anonymous

    mas a internet já não é paga? tem que pagar o provedor

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  2. Anonymous

    só uma explicação ao que eu disse ai em cima

    eu entendi qual foi o sentido da informação dessa notícia,mas é que da forma que foi colocado o título do texto dá uma impressão que a net é totalmente gratuita,o que de fato não é.

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

  3. Pedro

    Não nos EUA, lá você tem banda larga inclusa no preço da assinatura da linha residencial. O provedor que seria por ex, o Virtua ou o Terra, lá é fornecido pela AOL que inclui mais uns 5 dólares na conta de telefone.

    Eu entendi o que você quer dizer, mas o lance de internet paga é de você pagar por exemplo 3 conto por notícia que você acessa, ou ter que pagar por mês pra eles deixarem entrar no site.

    Hoje em dia qualquer site é exibido sem custo nenhum, o que é o fim da picada se cobrassem. Seria o mesmo que encostar numa banca de jornal, e o jornaleiro te cobrar pra olhar a manchete do dia.

    Sou a favor de lançarem uma “extranet”, uma internet underground que ficaria livre dessa praga de patrocínio, alocada em servidores cloud espalhados por aí, de preferência underground tb, de modo que vc n pagasse nada a não ser a energia elétrica que você gasta com equipamento. A transmissão feita por algo tipo 3G, e o custo de manutenção de equipamento sustentado por ONGs de participação pública. Ai seria democrático…

    Gostei or Não: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>