«

»

mai 21

FTAC = Polícia do Pensamento de Orwells ???

GD Star Rating
loading...

Este artigo será o primeiro da série “Bigbrother UK”. Nela irei expor como o governo britânico está gradualmente implantando um estado totalitário, nos moldes do livro/filme filme 1984. São milhares de CCTV’s câmeras nas ruas, leis controlando a internet, proibicão de fotografias em mêtros ou de policia, entre outras medidas dignas de um cenário orweliano.

Este post é sobre o FTAC, ou “Fixated Threat Assesment Centre¨, algo como “Centro de Avaliacão de Ameacas de Pessoas Obcecadas”, e do uso para intimidar críticos do governo. Soa estranho, mas este departamento, estabelecido secretamente em 2006, mistura médicos com polícias, para estabelecer pessoas que possam ser uma ameaca para si mesmo ou para outras pessoas.

Em 2007, Tony McNulty, respondendo a uma pergunta durante uma sessão do parlamento sobre o FTAC, respondeu:

“O FTAC foi estabelecido para melhor proteger o público e indivíduos vulneráveis em resposta à evidências de que uma significante proporcão de pessoas que se engajam em comunicacões bizarras ou contactam pessoas proeminentes na vida pública são severamente doentes, e necessitam ajuda profissional. Um pequeno mas significativo número de pessoas podem representar um risco para o público, à pessoa proeminente, e a eles mesmos, particularmente em ambientes onde há policiais armados. O Home Office (responsável pelo controle de imigração, a segurança ea ordem), o Departamento de Saúde e a Polícia Metropolitana concordaram em estabelecer uma unidade conjunta policial/de saúde mental, a título experimental, para avaliar e gerir os riscos colocados por essas pessoas. Quando apropriado, o FTAC irá introduzir (ou reintroduzir) os indivíduos em comunidades de saúde mental existentes através dos meios cabíveis. Se infrações foren divulgadas, e as circunstâncias justifiquem essa intervenção, será considerada também uma investigacão criminal”

Em uma matéria no timesonline, divulgam a seguinte declaracão do departamento de polícia de londres:

“O FTAC é uma iniciativa conjunta entre a Polícia Metropolitana, Home Office e do Departamento de Saúde. Seu papel é o de avaliar, gerir e reduzir os potenciais riscos e ameaças de indivíduos obcecados, contra as pessoas públicas, especialmente VIP protegidos.
Indivíduos obcecados são aqueles que são anormalmente preocupado com certas idéias ou pessoas. A investigação demonstrou que uma pequena minoria apresentam comportamento violento.

Bem, dá pra sentir o teor do negócio. Para passar a usar esse recurso legal contra pessoas que critiquem o governo é um pulinho.


A Inquisitora Dona Jacqui, fazendo pose com a polícia

Aí chega o “Mr.X”, que em uma carta chamou Jacqui Smith, a Secretária de Estado do Reino Unido, de comunista. O que surpreendeu Mr. X foi saber que seu GP tinha recebido uma carta do FTAC após instrucões diretas de Jacqui Smith.

Michael Dewar, em seu blog diz:

“Uma pessoa encarcerada por um psiquiatra não tem direito algum. Mesmo Stalin tinha que apresentar eventualmente seus prisioneiros em tribunal. Os miseráveis ocupantes de Guantánamo têm a certeza de que um dia eles irão encarar a justiça ou, pelo menos, que terão seu dia no tribunal, os ocupantes das prisões psiquiátricas não têm tais conforto.”

Michael afirma ainda:

“Durante anos a sociedade casualmente fechou os olhos para a total falta de Direitos Humanos que qualquer um rotulado “mentalmente doente”. Nunca sonharíamos que a definição poderia um dia ser suficientemente expandida para cobrir não só eles, mas todos aqueles que podem, por qualquer motivo ser considerado um ameaça por aqueles em posicão de autoridade.”

O que mais me impressiona é que nada disto vai para os jornais. Aliás, nem me impressiona mais, sabendo da influência das Elites sobre a mídia de massa.

  • Fontes:

Blog de Michael Dewar
Transcricão de discussão sobre o FTAC no parlamento
Matéria no Times on Line
Matéria original do site ukcolumn

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>