«

»

mai 30

Ataque "Frustrado" em Nova York II – Informante promete transplante de fígado ao "terrorista"

GD Star Rating
loading...

Agora começa a sair detalhes de como o grupo cujo plano de ataque às torres Sears e uma sinagoga em Nova York que foi frustrado pelo FBI. A mãe do suspeito David Williams falou que o informando do FBI havia prometido que arranjaria um transplante para seu irmão que está morrendo.
O informante também lhe deu uma carona para prestar depoimento em um caso em que ele haveria apalpado uma mulher em um ônibus.

Elizabeth McWilliams falou que o informante Shahed (Malik) Hussain ficou amigo de seu filho em marco, na época que sua familia se preocupava se poderia bancar um transplante para o irmão do “aprendiz de terrorista”, que está tem uma doença terminal: desordem de imunidade sarcoidose.

“Ele prometeu que ele conta de tudo.”, McWilliams falou , lembrando que seu filho o chamava de Davizinho (Little David).

Autoridades venderam os diabólicos explosivos falsos, juntamente com mísseis desarmados, os quais usariam para atirar em aviões.
McWilliams (a mão do acusado), disse que Hussain, 52, o colocou em uma enrascada aproveitando da doença do irmão. Hussein até mesmo levou o grupo “odiadores-de-judeus” (traducão literal do original), ou anti-semitas, ao TGI Fridays (uma rede de restaurantes) em Newburgh na noite antes de eles serem presos. Parecia uma celebração, ela diz.

Willianm, um ex-prisioneiro que havia se convertido ao Islam, veio morar com sua mãe em Newburgh depois de perder o seu emprego no centro em Marco.

“Ele estava deprimido como eu nunca havia visto antes”, disse a mãe.

Mas WIllians virou todo sorrisos depois de encontrar Hussain, o informante, que várias vezes lhe deu carona para visitar seu irmão no hospital, ela diz.
¨Ele estava sorrindo, ele estava feliz”, diz ela. “Ele estava como “Mãe, eu encontrei um bom irmão islâmico, ele vai nos ajudar.”

O informante também o levou três vezes para prestar depoimento em Queens, sua mãe diz. O aprendiz de Jihadista está enfrentando um acusação de ter apalpado a bunda de uma mulher em um ônibus em Fevereiro, informa a polícia. O advogado sabia que Williams estava sob investigação de terrorismo, dizem fontes. A eles foi pedido que não o prendesse para que a investigação pudesse prosseguir.

Um outro investigador não envolvido no caso disse que procuradores teriam que aprovar para que Hussain pagasse a multa de Williams.

Fonte:Link

NYDailyNews

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>